Resenha: Jantar Secreto - Raphael Montes | Cinema de Buteco
Buteco Literário Resenhas

Resenha: Jantar Secreto – Raphael Montes

 

A literatura é um forte meio de criticar atos, costumes e situações há séculos, sendo o comportamento desprezível da sociedade o centro da discussão. Através de Jantar Secreto, o escritor carioca Raphael Montes expõe o terror do consumo de carne.

A partir de quatro jovens, cada um em sua área específica de atuação, somos expostos aos problemas da juventude no século XXI. Frustração, decepção, incerteza e desesperança fazem parte dos sentimentos que muitos carregam após o término da faculdade enquanto tentam se mostrar responsáveis e independentes.

Dante, Leitão, Hugo e Miguel são amigos de infância que saíram de uma cidade no interior do Paraná para conhecer o que eles acreditavam serem as delícias de morar em uma metrópole como Rio de Janeiro. Nos quatro anos seguintes, eles descobrem que sonhavam alto demais e a realidade bate à porta para lembrá-los de que sonhar é bom, mas que pagar o aluguel também é importante.

Com uma dívida de valor inatingível para os jovens e a necessidade de conseguir resolver os problemas financeiros sozinhos, eles decidem promover jantares chiques para um público sofisticado. Porém, por causa de uma brincadeira, eles acabam com o anúncio de um jantar onde carne humana seria servida. O que torna tudo tão tentador é o dinheiro envolvido: 3 mil reais por cada convidado, ou seja, 30 mil reais em um único jantar, o que resolveria os problemas dos quatro amigos.

Começa então uma séria discussão envolvendo ética, praticidade, necessidade, sensatez e perigo real. Afinal, muita coisa podia dar errado, mas a dívida continuava ali. É quando a necessidade fala mais alto e eles percebem que somente os mais fortes sobrevivem em uma selva.

 

“Como quem carrega um saco de batatas, a dupla levou o cadáver até a casa do caseiro, nos fundos, e o deixou sobre uma lona plástica.”

 

Com muito suspense, reviravoltas inimagináveis, conversas pelo WhatsApp e referências à cultura pop, Raphael Montes cria uma narrativa singular e denuncia a maldade e o desdém com que tratamos os animais. Sim, a o verbo foi colocado corretamente, “tratamos”. Jantar Secreto deixa bem explícito para quem ainda tinha dúvidas de que resgatar cachorrinhos nas ruas e cuidar de gatinhos em casa não vai isentar ninguém da culpa por comer carne no almoço.

E o melhor é que ele faz tudo isso sem cair na armadilha do moralismo. Prefere exaltar as dificuldades enfrentadas pelos jovens e a mudança no comportamento de cada um depois que começam a ganhar muito mais dinheiro do que imaginavam.

JantarSecretoResenha-300x225 Resenha: Jantar Secreto - Raphael Montes

O arrependimento e a súbita clareza do que está se passando não são o suficiente para que sair dessa vida seja possível. Mas será que eles realmente querem parar?

 

“Ao fundo, numa instalação menor, acontecia o abate humano. Os funcionários trabalhavam sem parar, executando uma série coordenada de movimentos, como numa dança de mau gosto”.

 

Temos o hábito de colocar a culpa por nossos hábitos na necessidade do corpo em consumir proteínas e vitaminas específicas, mas a verdade é revelada em Jantar Secreto, a carne vicia. Na história ele fala de carne humana, porém temos o conhecimento de que o consumo atual de carne acontece pelo prazer da degustação, mesmo que muitos não reconheçam.

 

Título: Jantar Secreto

Autor: Raphael Montes

Editora: Companhia das Letras

ISBN: 978-85-359-2835-8

Especificações: 360 páginas

Graciela Paciência

Graciela Paciência nasceu e cresceu em São Paulo. Por muito tempo acreditou que seu futuro estivesse na direção de videoclipes, mas agora prefere gastar seu tempo livre no cinema, em frente à TV ou na companhia de um bom livro. Gosta de Stephen King, clássicos e cinema europeu. Suas metas de consumo estão (quase) sempre atrasadas, mas o importante é seguir em frente.