Caixa de Pássaros: O homem é a criatura que ele teme | Cinema de Buteco
Buteco Literário Colunas

Caixa de Pássaros: O homem é a criatura que ele teme

Caixa-de-Pássaros-838x524 Caixa de Pássaros: O homem é a criatura que ele teme

“Um dia, esta já foi uma bela casa em um belo bairro dos arredores de Detroit. Um dia, ela foi segura, perfeita para uma família. Há apenas cinco anos, um corretor de imóveis a teria exibido com orgulho.”

O romance de estreia de Josh Malerman está mais para um suspense do que um terror como está sendo vendido. Caixa de Pássaros narra a dramática vida de Malorie, que descobre estar grávida em um mundo pós-apocalíptico. Alguma coisa estava fazendo as pessoas surtarem e se suicidarem. Alguma coisa que as pessoas viam. O que era, ninguém sabia dizer. Ninguém ainda vivo. Ninguém ainda são. A teoria mais aceita é a de que existiam criaturas à solta causando isso, mas não havia quem pudesse confirmar.

Como ponto de partida, a irmã de Malorie morre ao olhar para fora de casa. Quando a encontrou morta no banheiro, Malorie abandonou seu ceticismo e partiu do antigo lar. Malorie encontra um abrigo com outras pessoas, mantimentos, regras e afazeres. Este abrigo é o principal cenário do livro. A casa é próxima de um rio, conta energia hidroelétrica e está protegida do mundo exterior. Com tantos problemas, o livro foca nos conflitos psicológicos causados pela necessidade da humanidade se isolar do mundo, e ao sair de casa, terem a necessidade de usarem vendas para circularem sem ver “a criatura”.

“Que tipo de homem se acovarda quando o fim do mundo chega? Quando seus irmãos estão se matando, quando as ruas residenciais dos Estados Unidos estão infestadas de assassinatos… Que tipo de homem se esconde atrás de cobertores e vendas? A resposta é A MAIORIA dos homens. Disseram a eles que poderiam enlouquecer. Então eles enlouqueceram.”

A narrativa de Caixa de Passáros é alternada entre o presente e o passado, ou seja, desde o início sabemos que Malorie está se preparando para deixar a casa com seus filhos de apenas 4 anos de idade em uma jornada em um barco a remo até um local “seguro” de olhos vendados. SIM. Um percurso de 32 quilometros pelo rio de olhos vendados.

“Você está salvando a vida deles para que tenham uma vida que não vale a pena.”

Caixa-de-Pássaros-838x524 Caixa de Pássaros: O homem é a criatura que ele temeLonge de uma obra prima do terror, o ponto alto do livro está no mistério que o autor insere no livro, como por exemplo, as criaturas que não são descritas.  Afinal, quem vê a criatura morre. Para quem está vivo, só resta imaginar. Caixa de Pássaros é um mix das obras A Estrada, de Cormac McCarthy, Ensaio sobre a cegueira, de José Saramago, e o filme Fim dos Tempos, de Shyamalan. O ponto fraco do livro está em grandes alguns momentos de monotonia, na falta de certas explicações e um final que apostou no simples. O livro é angustiante, mas nada assustador.

Uma boa notícia para quem ficou curioso, é que a obra vai ser adaptada para os cinemas! Com os direitos comprados pela Universal Studios, o filme está na fase de pré-produção. Os atores ainda não foram escalados, mas o roteiro foi enviado para atrizes cotadas para interpretar Malorie. A produção será dirigida pelo argentino Andrés Muschietti, do terror Mama. O roteiro, eleito o melhor ainda não produzido de 2014 por executivos especializados no gênero, é assinado por Eric Heisserer, de Premonição 5 e A coisa.

Felipe Borba

Nasceu no Pará, cresceu no Maranhão e vive em Minas Gerais. Além de se considerar um explorador da natureza; Felipe é publicitário com especialização em Marketing Estratégico, é viciado em novas tecnologias, queria ser adotado pelo Neil Gaiman e tem mais livros do que dá conta de ler.