Garotas no Buteco: Marisa Tomei como a nova tia May | Cinema de Buteco
Colunas Destaques Garotas no Buteco

Garotas no Buteco: Marisa Tomei como a nova tia May

[Nota do editor: Esta é a primeira edição da coluna Garotas no Buteco, que será apresentada pela Priscila Armani. O foco da coluna é apresentar ideias e opiniões sobre a relação da mulher com o mercado de trabalho em Hollywood, além de análises de filmes e quaisquer outros temas que possam ter relevância! Espero que gostem da estreia, pois ficou realmente interessante!]

marisa-tomei-sera-a-tia-may-419x600 Garotas no Buteco: Marisa Tomei como a nova tia May
Há menos de dois meses, Maggie Gyllenhaal, de 37 anos, estampou a capa de vários jornais ao protestar pelo fato de ter sido considerada uma atriz “muito velha” para viver a amante de um homem de 55 anos. Quarta-feira, 8 de julho, tivemos a notícia de que Marisa Tomei, com seus 51 anos muito bem vividos, será a próxima May Parker, tia de Peter Parker, no mais novo remake do Homem-Aranha. As duas notícias se relacionam pelo fato de que Hollywood é uma indústria extremamente excludente para as atrizes acima dos 40 anos, o que muitas vezes as obriga a aceitarem qualquer tipo de roteiro que a elas é oferecido. Os papéis vão ficando cada vez mais restritos com a idade, o que não observamos acontecer com os atores que envelhecem.

Para se ter uma ideia do absurdo que é Marisa Tomei ser a Tia May, vamos fazer um retrospecto. A atriz que viveu o papel em 2002, Rosemary Harris, atualmente está com 87 anos. No filme lançado em 2014, Sally Field viveu o papel e se valeu de maquiagem para ficar com uma aparência mais envelhecida. Hoje ela está com 68 anos.

Com certeza dirão que o fato de uma atriz mais jovem fazer a Tia May tem a ver com o fato de que o Homem-Aranha também será mais jovem, já que Tom Holland tem 19 anos e Andrew Garfield tem 31 anos. Será? Vai depender do casting do Tio Ben. A única forma de isso fazer o mínimo sentido é se o tio do herói for um ator na casa dos 50, como Brad Pitt ou Tom Cruise. Ou até mesmo um pouco mais jovem, como Matt Damon ou Ben Affleck. Sejamos sinceros: Marisa Tomei aparenta ser mais jovem do que a idade que tem. E já que é para a cronologia ser a de um super herói “recém-nascido”, tem de ser um homem mais jovem para fazer o tio também! Veremos.

Fato é que em maio, quando foi rejeitada, Gyllenhaal declarou ao site The Wrap que “há coisas realmente decepcionantes sobre ser atriz em Hollywood que não deixam de me surpreender”. No início do mês, a American Civil Liberties Union havia anunciado a exigência de que as agências estaduais e federais investiguem por que grandes estúdios regularmente não conseguem contratar aspirantes e diretoras experientes para filmes, citando “discriminação galopante” na indústria norte-americana.

Um mês antes as atrizes Amy Schumer (33), Patricia Arquette (47), Tina Fey (44), e Julia Louis-Dreyfus (54) haviam feito em conjunto um vídeo que ganhou destaque nas redes sociais, denunciando o preconceito contra o envelhecimento da mulher e zombando contra o machismo na mídia.

Em setembro do ano passado, a atriz Frances McDormand (57) declarou, ao receber o prêmio Talento Visionário, no 71° Festival de Veneza: “basta observar o tipo de filme que chega às salas hoje em dia para perceber que não há muito espaço para mulher da minha idade no mercado”.

Não bastasse isso, pesquisa da Universidade de San Diego, nos Estados Unidos, apontava que personagens femininas são apenas 12% das protagonistas dos 100 filmes mais lucrativos de 2014. O número está abaixo de 2013, 15%; e de 2012, quando eram apenas 16%.

Durante o Women in the World Summit, Meryl Streep, uma das estrelas mais premiadas da história do Cinema, declarou ao jornalista Jon Stewart que o mais difícil para uma atriz era interpretar seu papel de modo a que homens e mulheres possam se identificar, já que a forma como a indústria opera estimula mulheres a se identificarem com personagens masculinos e femininos, mas homens a se identificarem apenas com os personagens masculinos. As heroínas dos grandes blockbusters não são mulheres mais velhas. Como causa e consequência disso, elas também não são valorizadas fora das telas e basta ir a qualquer banca de revistas ver o reflexo disso. É proibido às mulheres envelhecer.

Priscila Armani

Jornalista por formação, Cinéfila por paixão, Crítica por masoquismo. Me aventurando nesse mundo louco da produção de conteúdo ao produzir e apresentar o Podcast O que Assistir.