Os melhores clipes do Aerosmith | Cinema de Buteco
Clipes no Buteco Colunas Destaques

Os melhores clipes do Aerosmith

O AEROSMITH ESTÁ EM SUA SEXTA VISITA AO BRASIL e estou roendo as unhas para conferir meu primeiro show dos caras. Além de uma matéria especial com um top5 de participações em trilhas sonoras, agora preparei essa lista com os melhores clipes da banda. Confira:

10- “Girls of Summer

O que gosto nos clipes do Aerosmith é a forma como eles contam histórias estreladas por garotas. Lançado em 2002, o vídeo apresenta três garotas endiabradas que aprontam mil confusões enquanto curtem a vida adoidado no verão. Divertido e sensual na medida certa.

9- “Jaded”

Francis Lawrence (Jogos Vorazes: Em Chamas) dirigiu Mila Kunis em um dos melhores papéis de sua carreira. OK. Fui cruel. Sacanagem. Ela está bem em Cisne Negro e tal, mas a verdade é que o vídeo apresenta uma verdadeira história psicodélica com uma garota aprisionada num lugar que parece ser a mistura das festas de O Grande Gatsby com Moulin Rouge.

8- “Sunshine”

Se Tim Burton tivesse pegado umas referências com o cineasta Samuel Bayer (A Hora do Pesadelo e o clipe de “Smells Like Teen Spirit) antes de filmar sua visão de Alice no País das Maravilhas, talvez o longa não tivesse sido um desastre. Em “Sunshine”, que é o termo como o LSD é conhecido nas ruas, acompanhamos uma leitura muito louca (e digna) do clássico de Lewis CarrolL.

7- “Pink”

“Pink” iniciou a porra toda. É um dos primeiros clipes musicais que lembro de ter assistido na vida e provavelmente foi o meu primeiro contato com diversidade sexual. Engraçado imaginar que o clipe foi produzido justamente para combater o preconceito e eu fui uma das pessoas atingidas, justamente numa época em que era tudo novo e fácil demais de ser combatido. Foi paixão à primeira vista, e mesmo com os efeitos visuais capengas, é uma das melhores coisas que o Aerosmith lançou.

6- “Hole in My Soul

Mulher Nota 1000 com certeza é uma referência para “Hole in My Soul”, vídeo que apresenta a história de um jovem nerd solitário que decide criar a mulher perfeita em uma máquina. No entanto, ele acaba perdendo todas as suas criações para os marmanjos folgados da faculdade. Eva Mendes é uma das criações do nosso nerdão carente.

5- “Love in an Elevator”

Era normal ver um excesso de hormônios e insinuações sexuais em tudo que o Aerosmith colocava nos seus clipes. Da própria forma como Steven Tyler age no palco com seus movimentos “atômicos” até as mais óbvias, como garotas dançando ou gente se pegando. No caso, o pessoal se pega no elevador. Gosto muito da piadinha: “going down?” da moça do elevador para Tyler no começo do vídeo.

4- “Falling in Love (Is Hard on Kness)”

Michael Bay é mais um dos vários cineastas renomados que já trabalharam com vídeos musicais no começo de sua carreira. Bay é o responsável pelo vídeo maluco e cheio de referências BDSM de “Falling in Love”, que diga-se de passagem, é uma das minhas canções favoritas dos caras. É até legal perceber que o estilo de câmera agitado e instável de Michael Bay combina perfeitamente com a proposta da canção.

3- “Janie’s Got a Gun”

David Fincher, como muitos devem saber, iniciou a sua carreira como diretor de clipes musicais. Uma das bandas que teve a sorte de trabalhar com o futuro diretor de A Rede Social e Clube da Luta foi o Aerosmith em 1989 no vídeo de “Janie`s Got a Gun”. Com direito a clima noir e toda uma história de mistério, Fincher acertou em cheio ao falar sobre relacionamentos abusivos.

2- “Cryin'” e “Amazing”

Defendo a ideia de que os dois clipes de complementam e que Alicia Silverstone interpreta a mesma garota nos dois vídeos. No primeiro ela se fode com brigas e frustrações com o ex, daí muda de vida e conhece um garotinho inocente do bem num jogo virtual.

1- “Crazy”

Lançado em 1994, “Crazy” permanece imbatível no topo dos melhores clipes musicais do Aerosmith. Afinal, como é que eles poderão superar algum dia a aventura de Alicia Silverstone e Liv Tyler fugindo da escola para viverem um dia inesquecível? É como comentei logo no começo do artigo: os vídeos da banda são fodas na arte de retratar garotas e aqui temos o melhor exemplo disso. Se inspiram sonhos eróticos e apaixonados nos garotos, as duas representam toda uma geração de garotas que sonhavam em ser exatamente como as protagonistas do clipe e viverem sem se preocupar com as “regras”.

O mais louco de “Crazy”, sem trocadilhos, é notar a bizarra semelhança entre Steven Tyler e sua filha, mas ainda assim saber que ele é muito feio e ela tão bonita que até ficou imortalizada como a Elfa Arwen na trilogia de O Senhor dos Anéis.

SERVIÇO:

11 de outubro: Porto Alegre @ Anfiteatro Beira Rio
15 de outubro: São Paulo @ Allianz Parque
21 de outubro: Recife @ Classic Hall

(Clique nas datas para informações completas de cada show)

Vendas: Ingresso Rápido (São Paulo e Recife) e Blue Ticket (em Porto Alegre).

Classificação etária: 14 anos (São Paulo) e 16 anos (Porto Alegre).

SHOW-AEROSMITH-BANNER-838x310 Os melhores clipes do Aerosmith

Tullio Dias

Dizem que sou legal, mas eles estão mentindo só para me agradar. Gosto de Molejo, acho Era Uma Vez no Oeste uma obra-prima, prefiro baixo de quatro cordas do que os de cinco, tenho um MBA de MKT Digital e um curso de Publicidade, não tenho filhos, não tenho um coração, mas me derreto por caipirinhas.