Review do s02e02 "We All Fall Down" de Fear The Walking Dead
Destaques Fear The Walking Dead

Review: Fear the Walking Dead s02e02 – “We All Fall Down”

FEAR THE WALKING DEAD CHEGA AO SEGUNDO EPISÓDIO DA SUA SEGUNDA TEMPORADA e ainda não conseguiu produzir um momento daqueles que conquiste o público, como The Walking Dead conseguiu fazer na sua época. Longe de querer comparar as duas séries, mas é como se apenas a ligação com o irmão maior sustentasse o spin-off, que recentemente foi renovado para a sua terceira temporada.

Aliás, preciso dizer que tenho a maior simpatia pela série e gosto de acompanhar o desenvolvimento da epidemia de walkers de uma perspectiva diferente daquela que estamos acompanhando nos últimos seis anos, mas lamento que ainda não tenha existido um momento de ruptura que fizesse a gente esquecer de The Walking Dead.

“We All Fall Down” apresenta o primeiro contato da família de Madison e Travis com outros sobreviventes, no caso uma família que vive numa casa de praia com cercas impedindo os mortos-vivos de se aproximarem. O episódio inteiro gira em torno desse choque entre os dois grupos de sobreviventes e como cada um encara o “fim do mundo.”

Logo na introdução já existe um clima de suspense angustiante, no qual um grupo de Walkers surge numa praia e começa a caminhar lentamente na direção de um casal de crianças que brinca tranquilamente. Trata-se apenas de uma eficiente brincadeira com os telespectadores, afinal se revela a existência de uma grade impedindo o lanchinho dos mortos afogados. Isso basta para apresentar uma nova família e todo o plot de “We All Fall Down”.

O ponto principal desse encontro é para mostrar as diferenças entre dois grupos: se Travis vive um momento delicado com a sua esposa Madison (ambos inverteram seus papéis e agora o primeiro defende a sobrevivência sem querer se arriscar salvando outros, ao contrário de Madison, que agora virou a Madre Teresa), mas estão indo bem. Já a família Geary passa por uma situação oposta: sendo envenenados secretamente pelo patriarca, a morte é apenas uma questão de tempo, e isso faz com que a mãe tente garantir que Madison leve as duas crianças vistas no começo do episódio para terem maiores chances de viver.

Claro que isso não acontece, né?

Seth, o filho mais velho, impede que seu irmãozinho se mande com os nossos heróis e ainda tem a difícil missão de atirar na própria mãe, que se transformou numa criatura sedenta por sangue depois de ser mordida pela filha envenenada. Opção cruel de Seth, mas que funciona para mostrar a Chris que às vezes é necessário tomar essas decisões difíceis para sobreviver. Pelo menos, acho que foi esse o grande motivo de “We All Fall Down” parecer um episódio filler… mesmo sendo apenas o segundo deste novo ano.

Alicia parece ter apenas duas funções na temporada: fazer merda revelando a localização do barco e ouvir boas músicas. Depois de “Five Years” no episódio passado, agora foi a vez de conhecermos “Coxcomb Red”, de Songs: Ohio. Se continuar assim, meu nível de exigência com a sua participação crescerá a cada novo episódio…

Fear the Walking Dead continua na próxima semana com reviews exclusivos aqui no Cinema de Buteco, mas se você é fã da série, não deixe de visitar o site Fear the Walking Dead Brasil para ouvir a participação do Tullio Dias no Walking Cast.

Tullio Dias

Dizem que sou legal, mas eles estão mentindo só para me agradar. Gosto de Molejo, acho Era Uma Vez no Oeste uma obra-prima, prefiro baixo de quatro cordas do que os de cinco, tenho um MBA de MKT Digital e um curso de Publicidade, não tenho filhos, não tenho um coração, mas me derreto por caipirinhas.