Um Parto de Viagem | Cinema de Buteco
Críticas de filmes

Um Parto de Viagem

DueDate-02440 Um Parto de Viagem

Em 2009, o longa-metragem Se Beber, Não Case arrastou multidões para os cinemas e se tornou a comédia com censura 18 anos mais vista de todos os tempos. Um ano depois, a mesma equipe responsável pela produção do filme (que já tem uma sequência prometida para o ano que vem) lança mais uma comédia politicamente incorreta e que consegue ser ainda mais engraçada que a produção anterior. Estrelado por Robert Downey Jr (o astro de Homem de Ferro) e Zach Galifianakis (um dos personagens principais de Se Beber, Não Case), o road movie Um Parto de Viagem conta a história de dois homens completamente diferentes que por acaso, acabam atravessando os Estados Unidos em uma longa e atrapalhada viagem.

Logo na introdução o personagem Peter Highman (Downey Jr) discute com sua esposa sobre os nomes que dariam para a criança que nasceria dentro de dois dias e conta sobre o estranho sonho que teve com um urso que comia o cordão umbilical de seu filho. Já nessa sequência o espectador tem uma noção do poder do diretor e roteirista Todd Phillips em criar diálogos afiados e situações engraçadas. A apresentação do personagem Ethan Tremblay (Galifianakis) também merece destaque. O gordinho barbudo caminha quase em slow motion pela entrada do aeroporto, com seu fiel buldogue francês Sonny dentro da mala e uma escova de cabelo no bolso de trás da calça. Tudo isso sob o olhar atento e desconfiado de Highman. Ambos os personagens querem embarcar para Los Angeles, mas uma pequena confusão dentro do avião os faz serem confundidos com terroristas e eles são colocados na lista negra dos que nunca mais poderão viajar de avião. Para piorar a vida de Peter Highman, ele perde a carteira e sua mala. Sem dinheiro ou documentos e com o risco de perder o nascimento de seu filho, ele é obrigado a aceitar a carona de Tremblay e viajar de carro pelo país. É dada a largada para uma série de eventos desconcertantes que colocarão os dois personagens no limite.

DueDate-02440 Um Parto de Viagem
Thelma e Louise – versão comédia

Um Parto de Viagem toca em assuntos interessantes e que mexem com a emoção das pessoas. De um lado temos um adulto sério, pavio curto e que tem sua ansiedade ampliada pelo risco de não poder acompanhar o nascimento de seu primeiro filho; do outro, temos um carente aspirante a ator que quer tentar a sorte em Hollywood e espalhar as cinzas do pai pelo Grand Canyon (em uma das cenas mais deslumbrantes do filme, tudo por conta da excelente fotografia de Lawrence Sher). Durante a viagem os dois personagens vão se transformando e em meio às constantes brigas e acidentes, Highman acaba aprendendo a suportar e a gostar de Tremblay e de seu jeito quase infantil de lidar com a vida. Ele vai descobrindo aos poucos que poderia ser uma pessoa melhor e menos nervosa e consegue lidar bem com sua quase prisão no México depois de uma fuga alucinante pelas estradas que ligam os dois países. Mas Ethan não é exatamente aquele tipo de figura fácil de conviver. Ele é um imã para criar situações irritantes para outras pessoas: fuma maconha para tratar do seu suposto glaucoma, usa a masturbação como remédio para dormir – mesmo que esteja na companhia de outras pessoas – e ainda por cima, carrega as cinzas de seu pai dentro de uma lata de café. Mas no fundo, ele tenta ser uma boa pessoa e a sua carência afetiva que o faz ser tão insuportável.

Todd Phillips e seus outros roteiristas não tiveram o mínimo pudor em incluir muitas piadas envolvendo humor físico e assim como em Kick-Ass – Quebrando Tudo, existe uma sequência hilária de violência contra uma criança malcriada. Nem mesmo os deficientes físicos escaparam das garras do time de roteiristas e o resultado é que Um Parto de Viagem deve entrar na lista como um dos filmes mais politicamente incorretos dos últimos tempos. O filme ainda conta com participações especiais do ator Jamie Foxx (que vive um amigo aparentemente suspeito) e de Juliette Lewis como uma fornecedora de maconha (e mãe da criança malcriada). Durante uma de suas cenas, ela presencia uma imitação incrível de Don Corleone pelo aspirante a ator Ethan Tremblay. O desfecho da cena é apenas mais uma das várias piadas realmente engraçadas do filme. Não posso revelar o meu momento favorito, mas os fãs de Pink Floyd irão se esbaldar com a cena mais engraçada do filme.

Um Parto de Viagem é, se não o maior, um dos maiores destaques cômicos de 2010 e marca a consolidação de Zach Galifianakis como um dos grandes nomes da comédia atual. Diversão garantida.

DueDate-02440 Um Parto de Viagem
Merece 4/5 caipirinhas



Um Parto de Viagem (Due Date) – 100 min EUA – 2010
Direção: Todd Phillips
Roteiro: Alan R. Cohen, Alan Freedland, Adam Sztykiel, Todd Phillips
Com: Robert Downey Jr., Zach Galifianakis, Michelle Monaghan, Jamie Foxx, Juliette Lewis, Danny McBride, RZA
Distribuição: Warner Bros

Tullio Dias

Dizem que sou legal, mas eles estão mentindo só para me agradar. Gosto de Molejo, acho Era Uma Vez no Oeste uma obra-prima, prefiro baixo de quatro cordas do que os de cinco, tenho um MBA de MKT Digital e um curso de Publicidade, não tenho filhos, não tenho um coração, mas me derreto por caipirinhas.