10 Filmes Com Jean Claude Van Damme

jean claude van damme cascavel
O ator belga Jean Claude Van Damme completa 53 anos nesse dia 18 de outubro. Como se trata de um ator muito especial e que fez parte da infância (e formação cinéfila – daquilo que não é bom) de boa parte das pessoas nascidas na década de 1980 e 1990, o Cinema de Buteco considera justa uma pequena (para ficar no tamanho do artista) homenagem ao legado do segundo baixinho mais enfezado da história do cinema, perdendo apenas para o mutante Wolverine, dos X-Men.

Lucas Paio e Tullio Dias fizeram um apanhado das obras mais relevantes do ator, ou pelo menos aquelas em que foi possível sentar e assistir até o final sem se arrepender (muito) do tempo perdido.

Um feliz aniversário, Van Damme. Nosso ator favorito para sessões de cinema com muitas doses de tequila, caipirinha e cerveja belga, afinal de contas, quer um ator melhor para se assistir depois de ficar um pouco tonto?

Aproveite para deixar nos comentários o seu filme favorito do Van Damme que faltou na nossa lista.


10 – Street Fighter – A Última Batalha

poster street fighterUma das primeiras adaptações de videogame a chegar aos cinemas, Street Fighter faz jus à má fama do subgênero: é uma porqueira do início ao fim, descaracteriza todos os personagens e não capricha nem nas cenas de luta, que deveriam ser o grande tchan do filme. Nosso amigo Jean-Claude protagoniza esta pérola e eleva Guile, mero coadjuvante nos games, ao personagem mais importante da história, um coronel americano que lidera a batalha contra o general M. Bison (Raul Julia em seu último papel, coitado). Sobrou discurso ianque pra levantar a moral dos soldados, faltaram o golpe “alecful” e o cabelão espetado que eram as marcas registradas do personagem nos games.

Lucas Paio


9 – Morte Súbita

poster morte subitaAntes de ser apedrejado (novamente) pelos leais fãs de JCVD, é melhor confessar que eu gostava muito desse filme. Isso quando eu tinha 15 anos de idade, o que deve corresponder à idade mental da maioria das pessoas que ainda acredita que o ator é o melhor lutador do mundo cinematográfico. De qualquer forma, Morte Súbita é um daqueles filmes de ação para você curtir sem ter a mínima preocupação de ver algum sentido na história ou de acompanhar boas interpretações.

É nesse filme que o belga luta contra uma mulher fantasiada de pinguim. Inesquecível. Infelizmente.

Tullio Dias


8 – KickBoxer – O Desafio do Dragão

poster kickboxerNão basta se chamar apenas “KickBoxer”. É preciso incluir um sub-título para tentar tornar o filme grandioso. Por que não “KickBoxer – O Desafio do Dragão”? Mais senso comum em relação aos filmes de artes-marciais impossível. Van Damme vai para a Tailândia se vingar do horripilante Tong Po, que deixou o seu irmão numa cadeira de rodas após uma luta desleal.

Tullio Dias


7 – TimeCop – O Guardião do Tempo

poster timecopBaseado numa história em quadrinhos, TimeCop é um dos grandes momentos da carreira de Van Damme (se fosse o melhor, óbvio, estaria lá no topo da lista). Nas bilheterias, sem dúvida, é o principal sucesso do ator, com mais de US$ 100 milhões. O sucesso não foi o suficiente para garantir uma continuação trazendo novamente Van Damme no papel principal, mas ainda assim os produtores lançaram TimeCop 2 direto no mercado doméstico e com outro ator no elenco.

Tullio Dias


6 – O Alvo

poster o alvoCom direção de John Woo (A Outra Face), Jean Claude Van Damme chuta os traseiros de um bando de vilões que se divertem caçando moradores de rua. O ator consegue realizar façanhas de atirar e chutar ao mesmo tempo, enquanto mostra toda a sua sensualidade ao deixar a mocinha indefesa com as pernas bambas e apaixonada pelo herói. Tenso.

A cena mais marcante do longa-metragem é quando o baixinho morde o chocalho de uma cobra cascavel e continua com a mesma expressão de “Eu Sou Foda”.

Tullio Dias


5 – Desafio Mortal

poster desafio mortalCom direção do próprio Van Damme, Desafio Mortal é uma espécie de clone de Mortal Kombat. Christopher Dubbois (Van Damme) é um artista que é levado para treinar muay thai com um mestre mais badass que o Sr. Miyagi, de Karate Kid. Roger Moore empresta todo o seu charme canalha para interpretar um vigarista que leva Dubbois para participar de um torneio de artes marciais em Bangkok. Você com certeza já se pegou assistindo ao confronto final do filme nas tardes da sessão da tarde ou algo assim.

Tullio Dias


4 – Os Mercenários 2

poster os mercenarios 2Os Mercenários foi uma grande reunião dos tiozões do cinema de ação e colocou Stallone, Jet Li, Schwarzenegger, Bruce Willis e Dolph Lundgren todos juntos em prol da porradaria. A sequência foi além e não só trouxe a lenda Chuck Norris para o lado dos “mocinhos” como colocou ninguém menos que Van Damme como o vilão Villain (sutileza pra quê?). Mesmo cinquentão, ele provou que ainda consegue chutar o traseiro alheio melhor do que muito moleque marombado por aí.

Lucas Paio


3 – Soldado Universal

poster soldado universal 1Jean Claude Van Damme é Luc Devreux, um homem que vira uma espécie de RoboCop do exército, mas sem armaduras. Durante a época em que estava vivo, serviu na Guerra do Vietnã ao lado do maluco psicótico phd em Química Andrew Scott (Dolph Lundgren). Tudo ia bem na vida do soldado, até que o seu colega endoida e resolve matar todo mundo. Anos depois, os dois são utilizados na iniciativa Soldado Universal, uma unidade militar secreta e desenvolvida para fazer o que os soldados normais não eram capazes: resolver os problemas – isso porque eles não cruzaram o caminho do Capitão Nascimento, pois “missão dada, é missão cumprida”.

Tullio Dias


2 – O Grande Dragão Branco

poster o grande dragaoQuem é que não se lembra de Van Damme em Hong Kong, disputando o “Kumitê” e distribuindo pontapés com os olhos fechados depois de levar poeira no olho de um rival pouco esportivo? O Grande Dragão Branco é Van Damme clássico, mesclando boas cenas de luta, piadinhas eficazes (“Muito bom”, diz um rival depois de ver o belga quebrar tijolhos com um soco certeiro, “Mas tijolo não revida”) e aquele clima de camaradagem que só um torneio clandestino de porradaria proporciona.

Lucas Paio


1 – JCVD

poster jcvdTudo bem que a ironia prevaleceu ao longo do artigo, mas se existe uma obra em que o espectador é supreendido é JCVD. O drama é uma espécie de biografia, com Van Damme interpretando a si mesmo e fazendo piada sobre toda a sua carreira. O filme retrata o belga como um cara atormentado e que sofre com os problemas da vida, como dependência em cocaína e até a guarda dos filhos. E claro, perder papéis no cinema para o revelante Steven Seagal.

Sem sacanagem nenhuma: JCVD é um filme incrível e vale mais a pena do que qualquer outra coisa que Van Damme já tenha feito no cinema.

Tullio Dias


Autor: Tullio Dias

Oferecer opiniões embasadas sob efeito das doses de caipirinha é um dos grandes trunfos do editor-chefe e crítico do Cinema de Buteco. Publicitário formado, atualmente cursa um MBA em Comunicação e Marketing Digital, tudo isso enquanto bola maneiras de torturar aqueles que ousam ignorar Era Uma Vez no Oeste na lista de melhores filmes da história.

Compartilhe este post em