15 personagens marcantes de Meryl Streep | Cinema de Buteco
Destaques Listas

15 personagens marcantes de Meryl Streep

Estreando no cinema em 1977, aos 28 anos em “Júlia”, Meryl Streep se destacou no cinema e se tornou uma das atrizes mais importantes de todos os tempos. Foi pelo filme O Franco Atirador, que Meryl foi indicada ao seu primeiro Oscar. De lá para cá, a atriz se tornou a recordista de indicações na maior premiação da indústria com 19 aparições nas cédulas e três prêmios.

1466585122_098335_1466585245_noticia_normal_recorte1-838x485 15 personagens marcantes de Meryl Streep

Com tantos papéis fantásticos, Meryl Streep nos presentou com algumas das performances mais emblemáticas das últimas décadas. Hoje Meryl Streep completa 67 anos, e, para comemorar, a equipe do Cinema de Buteco reuniu os 15 personagens mais marcantes da sua carreira. Confira:

  • O Diabo Veste Prada (2006)

Personagem: Miranda Priestly

 

  • A Escolha de Sofia (1982)

Personagem: Sophie

  • As Pontes de Madison (1995)

Personagem: Francesca Johnson

  • A Morte Lhe Cai Bem (1992)

Personagem: Madeline Ashton

  • Dúvida (2008)

Personagem: Sister Aloysius Beauvier

  • Álbum de Família (2013)

Personagem: Violet Weston

  • Adaptação (2002)

Personagem: Susan Orlean

  • Kramer Vs. Kramer (1979)

Personagem: Joanna Kramer

  • Ela é o Diabo (1989)

Personagem: Mary Fisher

  • Simplesmente Complicado (2009)

Personagem: Jane Adler

  • Música do Coração (1999)

Personagem: Roberta Guaspari

  • A Casa dos Espíritos (1993)

Personagem: Clara Del Valle Trueba

  • Silkwood – O Retrato de uma Coragem(1983)

Personagem: Karen Silkwood

  • A Dança das Paixões (1998)

Personagem: Kate Mundy

  • Ironweed (1987)

Personagem: Helen Archer

Participaram desta lista: Alex Gonçalves, Felipe Borba, Leonardo Carnelos, Larissa Padron, Lucas Victor, Dani Pacheco e Tullio Dias.

 

Felipe Borba

Nasceu no Pará, cresceu no Maranhão e vive em Minas Gerais. Além de se considerar um explorador da natureza; Felipe é publicitário com especialização em Marketing Estratégico, é viciado em novas tecnologias, queria ser adotado pelo Neil Gaiman e tem mais livros do que dá conta de ler.