Dez filmes imperdíveis para a Mostra de São Paulo - Cinema de Buteco
Listas Mostra de SP

Dez filmes imperdíveis para a Mostra de São Paulo

dheepan Dez filmes imperdíveis para a Mostra de São Paulo

A 39ª edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo começa nesta quinta-feira (22) e, como ocorre todo ano, serão centenas de filmes de todas as partes do mundo competindo pela atenção do público durante as duas semanas do evento.

Para facilitar a vida do cinéfilo ocupado, que não conseguirá mergulhar de cabeça em uma maratona intensiva, mas tentará assistir aos longas mais importantes do festival, o Cinema de Buteco elaborou uma lista de dez obras imperdíveis que serão exibidas na capital paulista nos próximos catorze dias.

Dheepan – O Refúgio 

Vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes deste ano, o novo filme escrito e dirigido pelo francês Jacques Audiard (O Profeta, Ferrugem e Osso) toca fundo no problema da imigração que nas duas últimas décadas se tornou a grande ferida do Velho Continente, contando a história de um emigrante do Sri Lanka que não demora muito para se envolver em um submundo de violência e caos na periferia de Paris.

O Filho de Saul

No mesmo Festival de Cannes, o longa do húngaro László Nemes venceu não só o Grande Prêmio do Júri, considerado o segundo mais importante do festival, mas também o prêmio da FIPRESCI, oferecido pela crítica internacional. Ambientado em 1944 no auge da carnificina em Auschwitz, o filme é visto por muitos como o grande favorito ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2016.

As Mil e Uma Noites, Volumes 1, 2 e 3

Apesar do título, o novo (e megalomaníaco) projeto do português Miguel Gomes (Aquele Querido Mês de Agosto, Tabu) não é uma adaptação direta dos contos de Sheherazade. Ao invés disso, o cineasta se propõe a comentar a situação caótica vivida por Portugal nos últimos anos de maneira metafórica e – mais importante – sem quebrar as rígidas leis impostas por seu governo.

Sabor da Vida 

Figurinha carimbada em Cannes e na Mostra, a japonesa Naomi Kawase (O Segredo das Águas) é conhecida por fazer um Cinema de contemplação que busca explicar a condição e a posição do homem no Planeta em que vivemos – e seu novo trabalho vem sendo apontado por uma série de críticos como um dos mais sensíveis e tocantes de toda a sua carreira.

Boi Neon

Premiado na mostra “Horizontes” no Festival de Veneza, o longa dirigido pelo pernambucano Gabriel Mascaro vem sendo coberto dos elogios mais entusiasmados por onde quer que passe. No Festival do Rio deste ano, encerrado há uma semana, o filme foi o grande vencedor, conquistando os prêmios de melhor filme, melhor roteiro, melhor atriz coadjuvante e melhor fotografia.

Desde Allá

Também em Veneza, este filme dirigido por Lorenzo Vigas (e roteirizado por Guillermo Arriaga, antigo colaborador de Alejandro González Iñárritu) fez história ao tornar-se o primeiro longa venezuelano a conquistar o prêmio máximo em um festival importante – e, assim como a Palma de Ouro, o Leão de Ouro também estará em solo paulistano durante a Mostra.

Aliança do Crime

Tido como o longa que marca o retorno de Johnny Depp às grandes atuações, este filme dirigido por Scott Cooper (Coração Louco, Tudo por Justiça) conta a história do gangster James ‘Whitey’ Bulger e, claro, se inspira nos filmes de máfia comandados por Martin Scorsese para construir sua atmosfera cheia de violência urbana e degradação moral.

Mistress America

Novo longa-metragem dirigido por Noah Baumbach depois do sucesso de Frances Ha e Enquanto Somos Jovens, marca a volta de sua parceria com Greta Gerwig, que vive mais uma garota única e cheia de vida que vira a vida de quem cruza seu caminho de cabeça para baixo.

E aí, está um pouco mais fácil montar seu cronograma? Fique atento na cobertura do Cinema de Buteco, que começa já na quinta.

Você pode encontrar a programação completa da Mostra clicando aqui.

João Marcos Flores

Crítico de Cinema associado à OFCS (Online Film Critics Society, a maior associação de críticos online do mundo, sediada nos EUA) e editor do blog Cineviews.