Melhores lançamentos de Junho | Cinema de Buteco
Destaques Listas

Melhores lançamentos de Junho

melhores lançamentos de junho

Estamos oficialmente no segundo semestre de 2017! Que tal relembrar aqueles que foram destaque no mês passado?

4- Colossal

colossal-poster-comedia-paris-filmes-neon-206x300 Melhores lançamentos de Junho

Anne Hathaway e Jason Sudeikis estrelam um filme bem diferente: Gloria precisa deixar sua vida em Nova York e voltar pra casa, enquanto uma gigante criatura começa a destruir Seul. Mas o que acontece quando a protagonista percebe que ela tem uma ligação com esse desastre?

“Vigalongo consegue conduzir as coisas de modo que, sem o público perceber uma ruptura, o filme parece mudar de gênero. O roteiro não pira tanto quanto poderia, ou prometia, mas dá umas voltas loucas que prendem a atenção do público” (Marcelo Seabra, O Pipoqueiro).

 

 

3- Ao Cair da Noite

colossal-poster-comedia-paris-filmes-neon-206x300 Melhores lançamentos de Junho“Em pouco menos de uma hora e meia, Shults constrói uma atmosfera que poucos diretores conseguem e deixa uma impressão forte e duradoura. De forma enxuta e direta, ele segue uma das mais antigas recomendações quando o assunto é o Cinema de terror: menos é mais. Quanto menos o público vê, mais aterrorizado fica. Com a ajuda de uma trilha sonora comedida e pontual, melhor ainda. Não surpreenderia que o universo de Ao Cair da Noite desse origem a uma série interminável de filmes para a televisão. Afinal, ele deixa esse gosto por mais” (Marcelo Seabra, O Pipoqueiro).

2- Neve Negra

colossal-poster-comedia-paris-filmes-neon-206x300 Melhores lançamentos de Junho“Neve Negra” é um filme que vale a pena ser conferido, principalmente pelo trio masculino. Mantém um bom grau de suspense e drama até que um simples diálogo entre os irmãos praticamente conta o final. Mesmo assim este pode surpreender pela forma como é conduzido” (Maristela Bretas, Cinema no Escurinho)

“Ambientado na Patagônia argentina (mas filmado nos Pireneus, no Principado de Andorra), Neve Negra faz um ótimo uso do cenário. A fotografia de Arnau Valls Colomer (de Tarde para la Ira, 2016) consegue tornar um terreno aberto claustrofóbico, dando a impressão de que os personagens estão cercados pela vegetação e não poderão sair” (Marcelo Seabra, O Pipoqueiro)

 

1- Mulher Maravilha

colossal-poster-comedia-paris-filmes-neon-206x300 Melhores lançamentos de Junho“Após resultados medianos com Batman v Superman e um terrível Esquadrão Suicida, a DC finalmente acertou a mão com Mulher Maravilha. Com Gal Gadot esbanjando carisma e presença do início ao fim e um roteiro que empodera a mulher, a adaptação teve o sucesso merecido” (Dani Pacheco, Cinema de Buteco)

“Mulher-Maravilha é imperdível e disputa de perto o título de melhor filme de super-herói do ano com Logan. Se a gente considerar apenas o lado emocional, não temos a menor dúvida de que esse é forte candidato para aparecer no topo das listas de melhores do ano, fugindo das restrições de “heróis”, esse terreno que a partir de agora deixou de ser exclusivamente dos caras” (Tullio Dias, Cinema de Buteco)

“Um dos grandes acertos de Mulher-Maravilha é justamente o fato de sua história ter conseguido misturar elementos místicos com outros bastante reais de maneira bem orgânica. É bem interessante ver como Diana reage à guerra de verdade, bem diferente daquela presente em seus sonhos juvenis. É interessante a reação da personagem quando ela sai de sua ilha paradisíaca para a feia Londres da guerra, um lugar frio, nublado e parcialmente destruído” (Rodrigo Monteiro e Marcelo Seabra, O Pipoqueiro)

“Sem desmerecer os comentários e críticas de que se trata de uma produção filme que ressalta o empoderamento das mulheres e coisas do gênero, “Mulher Maravilha” é para ser curtido como um ótimo blockbuster, com muita ação, explosões, tiros e porrada, sem precisar de uma análise socio-psicológica-ambiental-feminista e mimimis afins. Vá ao cinema e saia de lá elétrico, de queixo caído e dizendo “doidimais!”,”duca!”, “filmaço!”” (Maristela Bretas, Cinema no Escurinho)

 

Daniela Pacheco

Fascinada por cinema desde pequena. Ídolos? River Phoenix, Audrey Hepburn, Wagner Moura e Marion Cotillard.