Review: Game of Thrones s06e01 - "The Red Woman"
Game of Thrones Séries e TV

Review: Game of Thrones s06e01 – “The Red Woman”

Game of Thrones retornou.

Uma das séries mais amadas dos telespectadores atualmente está de volta para a sua sexta temporada – a primeira que não terá o apoio dos livros de George R. Martin como suporte do roteiro. A julgar pelo que “The Red Woman” apresenta, podemos criar grandes expectativas com o futuro deste novo ano.

Confesso que me divirto com os novos rumos, afinal nunca li os livros e tinha uma certa preguiça da soberba de alguns fãs que debochavam da série e soltavam spoilers para deixar os telespectadores putos de raiva com informações que eles preferiam não ter. Agora estamos todos no mesmo barco.

O episódio começa exatamente de onde paramos no episódio anterior: Jon Snow está morto e Sir Davos se reúne com os poucos Corvos que permaneceram leais ao seu líder diante a ação traiçoeira de Alliser. Paralelamente acompanhamos os destinos de Sansa e Theon, que se cruzam novamente com a loira fatal Brienne; Daenerys descobrindo o destino das viúvas de Khals; Arya brincando de Demolidor; dentre outros acontecimentos capazes de nos deixar confusos com a quantidade de informação.

Como não podia deixar de ser após deixar uma impressão ruim na temporada passada, o recomeço de Game of Thrones nos presenteou com muitas mortes. O núcleo de Dorne parece oferecer um perigo a mais para os Lannisters, agora que Ellaria abriu as suas asas. Aliás, a morte do herdeiro de Dorne é bem surpreendente e até um pouco engraçada, já que frustra quem esperava por uma boa batalha.

Pelo menos tivemos um momento “WOW” quando Sansa e Theron são encontrados pelos soldados de Ramsey, mas conseguem escapar graças a intervenção de Brienne. A coreografia da luta nem precisou ser elaborada, já que o impacto da cena era mesmo no reencontro de Sansa e Brienne.

As estratégias de guerra de Sir Davos irão fazer a maior diferença no arco de histórias que revelará se Jon Snow continuará morto ou não. Liderando os poucos Corvos que ficaram ao lado de Jon, ele orienta Edd a buscar ajuda de outras pessoas que devem as suas vidas ao falecido. Ou seja, em breve teremos um enorme confronto de Corvos com os Selvagens – enquanto Ramsey descobre que Sansa está a caminho da Muralha. Muito sangue será derramado.

“The Red Woman”, como o título deixa óbvio, se refere a bruxa Melisandre. Muitos de nós alimentavam a teoria de que ela seria a responsável por ressuscitar Jon Snow, mas o que assistimos por enquanto é uma mulher totalmente vencida pela realidade cruel que abalou as suas crenças. Ao retirar o seu colar, Melisandre se revela como uma bruxa velha (no pun intended). O que será que podemos esperar dela no futuro?

Meu medo com esse retorno era que GoT seguisse os passos de The Walking Dead e guardasse a revelação sobre Jon Snow para o terceiro episódio (ou ainda nos fizesse esperar mais). Felizmente as duas séries são bem diferentes e com produtores que respeitam mais a inteligência (e paciência) do seu público. “The Red Woman” foi um belo recomeço recheado de mortes e que mostra todas as peças movidas na temporada anterior se preparando para o contra-ataque.

Tullio Dias

Dizem que sou legal, mas eles estão mentindo só para me agradar. Gosto de Molejo, acho Era Uma Vez no Oeste uma obra-prima, prefiro baixo de quatro cordas do que os de cinco, tenho um MBA de MKT Digital e um curso de Publicidade, não tenho filhos, não tenho um coração, mas me derreto por caipirinhas.