Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Alta Fidelidade

Quando fiquei sabendo que a (segunda) trilogia mais sagrada do mundo nerd/pop iria virar filme, logo me interessei em buscar os filmes. Hoje em dia acho um completo absurdo que até então, a única menção de Senhor dos Anéis na minha vida tenha sido através de um episódio do Friends. Lembro que quando descobri sobre a adaptação, era um fã (xiita) de “Harry Potter“. Mas nunca fui imbecil ao ponto de criticar a obra de Tolkien, como muitos fãs (mais xiitas) fizeram.
Comprei os livros, mas optei por só ler a introdução, mais conhecida como “O Hobbit“. Deixei para ler os livros logo após de ver os filmes e não me arrependi de dar longos intervalos entre as leituras, mas a ansiedade foi tanta que li “O Retorno do Rei” antes de ver o filme. O resultado? Assim como sempre acontece com os filmes de Harry Potter, não gostei do longa.
É uma eterna discussão e poderiamos passar horas falando sobre as adaptações boas e as desastrosas. Estou prestes à ler “Laranja Mecânica” e segundo o amigo Ivan, o mestre Kubrick foi bem fiél ao livro. David Fincher mandou super bem na adaptação de “Clube da Luta“, mas são raras exceções. Pessoalmente, eu prefiro ver os filmes antes dos livros. A decepção é menor…

Como foi o caso desse clássico pop do fim dos anos 90, “Alta Fidelidade“. John Cusack novinho, Catherine Zeta-Jones em um de seus primeiros filmes, Jack Black já cantando! Cara! O filme é mágico, aquela pérola pop que todo mundo (nerd ou não) deveria assistir. A história gira em torno do top 5 de separações mais dificeis da vida do personagem principal. Ele acabou de perder uma pessoa importante e começa a repensar a vida, usando as músicas como método de filosofia.
Gostei da forma que o livro foi levado para a telona, mesmo que existam várias alterações e inclusões inexistentes na obra literária. Soa interessante, excelente para passar uma tarde cinzenta.
Eu recomendo!

- Advertisement -

Ficha Técnica:
Alta Fidelidade (High Fidelity, 2000)
Dirigido: Stephen Frears
Roteiro: D.V. DeVincentis, Steve Pink, John Cusack e Scott Michael Rosenberg, basedo em livro de Nick Hornby
Genêro: Comédia
Elenco: John Cusack, Joan Cusack, Catherine Zeta-Jones, Jack Black e Tim Robbins

E agora?

Top 5 de coisas que vou sentir falta

ps: ignorem o post. assistam o filme.

Comentários