Cinema por quem entende mais de mesa de bar

A Lonely Place To Die

NO DECORRER DE 2011, enquanto trabalhava duramente na frente de um monitor, descobri um tal filme sobre alpinismo. A primeira lembrança foi o excelente Abismo do Medo, aquele mesmo das mulheres sensuais que ficam presas numa caverna e precisam fugir de uns bichos from hell, lembram? Cheguei a me empolgar por conta dessa referência, que infelizmente não foi correspondida, e na primeira oportunidade parei para assistir A Lonely Place To Die.

- Advertisement -

Cogitei a possibilidade do filme alterar a minha seleção de melhores filmes de terror do ano, mas a verdade é que ele chega bem perto de quase entrar na lista dos piores. Ou mais decepcionantes, no mínimo. Melissa George (30 Dias de Noite) é a atriz principal da produção dirigida por Julian Gilbey. A atriz nunca foi lá grandes coisas, mas aqui ela dá para o gasto e evita um fiasco completo da trama que gira em torno desse grupo de alpinistas que encontra uma garota presa na floresta e passam a ser perseguidos por um grupo de perigosos sequestradores.

Talvez fosse o efeito da solidão (ou apenas o tédio por mais uma vez me forçar a encarar uma produção claramente irrelevante e que tinha a mínima chance de me surpreender. Além claro de saber que provavelmente gastaria um tempo escrevendo sobre essa porcaria), mas o roteiro tem alguns furos bizonhos ou uma montagem desastrosa. A verdade é que continuo sem entender (agradeceria se alguém me ajudasse, mas não me importaria se ficasse sem resposta) se os homens que surgem no começo do filme são amigos ou não dos verdadeiros vilões. Se Gilbey e seu montador tentaram criar um clima de suspense para o público, precisamos ser sinceros e dizer que fracassaram miseravelmente.
Os personagens possuem tanto carisma quanto qualquer ex-BBB tem talento para ser ator (ok, existem exceções, claro). Os efeitos especiais são realmente empolgantes, do tipo, “UAU! Sério que é só isso?” e isso acaba destruindo a única cena de alpinismo do filme inteiro, que é tediosa e não mostra nada, praticamente. Mas o chato mesmo é ter que lidar com uma produção sem o menor senso de humor ou profundidade. A Lonely Place To Die é uma triste decepção da temporada passada e exemplo de como uma boa campanha pode enganar as atenções do público cativo de produções de suspense.

 

Título Original: A Lonely Place to Die
Direção: Julian Gilbey
Produção: Michael Loveday
Roteiro: Will Gilbey
Julian Gilbey
Elenco: Edward Speleers
Kate Magowan
Melissa George
Karel Roden
Sean Harris
Alec Newman
Kate Magowan
Lançamento: 2012
Nota:

Comentários