Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Livro: Você vai querer sumir da internet depois de ler O Círculo

Você já parou para pensar no excesso de informações que dá ao fazer um check-in em um local, curtir uma página, compartilhar uma foto, criar uma playlist com suas músicas preferidas, avaliar um restaurante, usar um aplicativo de batimentos cardíacos para sincronizar com o celular ou até mesmo conversar com alguém pelo chat? Ao ler “O Círculo”, você vai querer sumir das redes sociais por um bom tempo!

O-Circulo-Dave-Eggers

Comecei a ler O Círculo depois que uma matéria do YouPix com o título “O Círculo” e por que desaparecer da internet agora seja a melhor coisa que você pode fazer brotou na minha timeline do Facebook.

- Advertisement -

Livro-O-Circulo-Dave-Eggers-Companhia-Das-LetrasA obra de David Eggers é uma distopia ainda desconhecida por aqui, porém bastante atual e que vai deixar você muito angustiado com o excesso de informações que  já disponibilizou nas redes sociais ao longo da sua vida. Com um conteúdo tão atual e passado nos dias de hoje, O Círculo conseguiu prender minha atenção do início ao fim (diferente de outras distopias, como Jogos Vorazes e Divergente).

O livro conta a história de Mae Holland, uma jovem de 24 anos contratada para trabalhar na empresa de internet mais poderosa do mundo: O Círculo. A empresa conseguiu engolir a Apple,Facebook, Microsoft, Google e e todas as redes sociais se transformam em apenas uma: O Círculo. Além desta magnitude, a companhia incorporou todas as empresas de tecnologia que conhecemos, conectando e-mail, mídias sociais, operações bancárias e sistemas de compras de cada usuário em um sistema operacional universal, que cria uma identidade on-line única em por consequência, uma nova era de civilidade e transparência.

Um círculo é a forma mais forte do universo. Nada pode vencê-lo, nada pode melhorá-lo nada pode ser mais perfeito. E é isso que desejamos ser: perfeitos. Portanto, toda informação que nos escapa, tudo que não é acessível, nos impede de sermos perfeitos.

Com a chegada das tecnologias inventadas pelo Círculo, chegava o fim da era das identidades falsas, do ladrão de identidades, do usuário de múltiplos nomes, das senhas e formas de pagamento complicadas. Embora alguns sites tenham se mostrado resistentes a princípio e os defensores da internet livre tenham protestado em defesa do direito de se manter anônimo on-line, a onda do TruYou cresceu e esmagou todas.

Tudo o que acontece deve ser conhecido”.

O Círculo é um monopólio privado de informação e controla 90% das buscas, a maior rede social, todos os serviços de armazenamento em nuvem, todos gadgets que registram informações sobre nós. Falando em gadgets, eles só aumentam no corpo de Mae. Nas primeiras semanas ela ganha tablet, óculos retinal, 2 braceletes, fone e inúmeras telas. Chega a ser sufocante!

Com o passar do tempo, Mae se converte e é subvertida pelo seu trabalho. Seus dados pessoais e médicos passam a ser de domínio público e sua ambição em crescer na empresa faz com que ela se afaste ainda mais de sua família e ex-namorado (que não concorda com a utopia criada pela empresa que Mae trabalha).

Segredos-sao-mentiras

Compartilhar-e-cuidar

Privacidade-e-roubo

Ao ler O Círculo, você consegue notar como grandes ações de marketing acontecem nas redes sociais, quem te influencia na hora de comprar e que o Tinder e drones são apenas o começo! Também notei diversas influências da obra 1984, de George Owell no livro de Dave Eggers. Enquanto “o grande irmão está observando você”, no círculo, são as câmeras seechange! Enquanto as “leis” em 1984 são “Guerra é paz. Liberdade é escravidão. Ignorância é força”, no círculo não poderia ser diferente: “Segredos são mentiras. Compartilhar é cuidar. Privacidade é roubo”.

1984-was-not-supposed-to-be-an-instruction-manual-31725

O livro também aborda questões políticas e reforça como as empresas conseguem ser mais importantes que um governo, levando políticos a mudarem de postura e a se tornarem “transparentes”.

E se todos nos comportássemos como se estivéssemos sendo observados? Levaria a um modo de vida mais moral. Quem faria alguma coisa antiética ou imoral ou ilegal se estivesse sendo observado? Se sua transferência ilegal de dinheiro estivesse sendo observada? Se seu telefonema para chantagear estivesse sendo gravado? Se seu assalto à mão armada no posto de gasolina estivesse sendo filmado por uma dúzia de câmeras e até suas retinas fossem identificadas durante o assalto? Se sua promiscuidade estivesse sendo documentada de um monte de maneiras diferentes? No final seriamos compelidos a mostrar o que temos de melhor.

A obra de Eggers é uma excelente crônica da vida moderna com inúmeras semelhanças do que vivemos no dia a dia. Mesmo com uma narrativa didática e escrita acessível, são poucos os momentos cansativos. O Círculo é um choque para nos fazer refletir sobre o excesso de informações que damos nas redes sociais e até que ponto nos deixamos ser influenciados pela rede.

Afinal, quais são os direitos humanos numa Era Digital? O círculo conseguiria de fato tornar a democracia perfeita? Seria possível que eles haviam concebido a solução de um problema de mil anos?

Emma Watson, Tom HanksKaren Gillan (“Guardiões da Galáxia”) estarão na adaptação cinematográfica de O Círculo, que conta com roteiro e direção de James Ponsoldt (O Maravilhoso Agora) e tem estreia prevista para o início de 2017.

Clique aqui para ler um trecho em PDF.

Sobre o Autor:

Dave-Eggers-O-Circulo-Cinema-De-ButecoNasceu em 1970, em Boston. É jornalista, escritor e editor da Mc-Sweeney’s. Escreveu sete livros, entre eles o famosíssimo Uma comovente obra de espantoso talento e Os monstros (versão romanceada do roteiro que originou o filme Onde vivem os monstros). Para garantir o seu exemplar,clique aqui e acesse o site da Companhia das Letras.

capa-o-circuloFicha técnica:

Título: O Círculo

Autor(a): Dave Eggers

Editora: Companhia Das Letras

Gênero: Distopia

Compre agora no site da Companhia das Letras

Comentários