Cinema por quem entende mais de mesa de bar

10 Clipes Inspirados em Filmes – Parte II

HÁ MAIS DE UM ANO PUBLICAMOS UM ESPECIAL QUE FEZ MUITO SUCESSO COM 10 CLIPES INSPIRADOS EM FILMES. Acontece que 10 é muito pouco, e agora decidimos publicar uma segunda parte para apresentar mais alguns clipes que buscaram inspiração em obras consagradas da sétima arte. Confira:

“Clock Strikes” – Timbaland (Um Drink no Inferno, de Robert Rodriguez)

Timbaland assume o papel de George Clooney no clipe que segue direitinho o roteiro de Quentin Tarantino. Sobra até tempo para uma versão da inesquecível dança protagonizada por Salma Hayek.

- Advertisement -

“Time is Running Out” – Muse (Dr. Fantástico, de Stanley Kubrick)

Muse é a banda que eu mais ouvi na vida, provavelmente. No entanto, cometi o erro de relacionar a banda com um relacionamento que acabou e fiquei um bom período sem ouvir nada deles. No vídeo de “Time is Running Out”, a banda faz uma homenagem à mesa de reuniões do clássico Dr. Fantástico, do genial Stanley Kubrick.

“Oooh!” – De La Soul f. Redman (Magico de OZ, de Victor Fleming)

Uma madame nariz empinado tenta entrar numa festa e é barrada. Depois ela bate a cabeça e vai parar no fantástico universo de O Mágico de Oz. Só que tudo acontece com um tempero especial que mostra toda a jornada da moça para conseguir entrar na tal festa.

“I’m glad” – Jennifer Lopez (Flashdance, de Adrian Lyne)

Maureen Marder, a tia que serviu de inspiração para a base do roteiro de Flashdance, não ficou nada contente em ver a sua história sendo recriada no vídeo de “I’m Glad” e decidiu processar Jennifer Lopez e companhia. O processo não deu em nada, e ficou apenas uma bela homenagem para um dos clássicos dos anos 1980.

“Party” – LMFAO (Extermínio, de Danny Boyle)

Os malucos do shuffling se inspiraram na abertura de Extermínio, obra obrigatória para qualquer fã de filmes de zumbis, e fizeram uma verdadeira festa da zuera sem limites no meio de uma cidade deserta.

“Everlong” – Foo Fighters (A Morte do Demônio, de Sam Raimi)

Com direção de Michel Gondry, “Everlong” é o cartão de visitas do Foo Fighters. O clipe possui muita inspiração no clássico A Morte do Demônio, de Sam Raimi. Só que ao invés de aprofundarem no gore, a parceria entre Gondry e os Foo rendeu uma divertida paródia com um senso de humor único, que viria a se tornar marca registrada de diversos outros clipes da banda.

“De Você” – Pitty (A Noite dos Mortos Vivos, de George Romero)

A Pitty não está aqui apenas para completar a cota nacional do Cinema de Buteco. O vídeo de “De Você” realmente faz referência aos clássicos filmes de zumbi de George Romero, e o resultado é digno de lembrança.

“Back At One” – Brian McKnight (Sem Medo de Viver, de Peter Weir)

Aposto que todo mundo sabe cantar essa música, por mais brega que ela seja. O cantor segue os passos do personagem de Jeff Bridges enquanto caminha para abandonar os escombros de um acidente de avião, o qual o clipe até teve a audácia de tentar recriar – sem sucesso.

“Everybody Hurts” – REM (8 1/2, de Federico Fellini)

A introdução do clássico de Federico Fellini influenciou o trabalho do diretor Joseph Kahn no clipe de “Everybody Hurts”, uma das canções mais lindas do REM. O vocalista Michael Stipe caminha pacificamente por cima dos carros parados num engarrafamento capaz de deixar os paulistas com inveja.

“Crash” – Joetown (Trilogia dos Dólares, de Sergio Leone)

A voz parece, mas não se trata de James Hetfield, vocalista/guitarrista do Metallica. O som pesado do Joetown faz uma homenagem explícita às aberturas dos filmes que compõem a Trilogia dos Doláres, de Sergio Leone.

[cinco]

Comentários