Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Buteco Literário: Argo

argo_capa_livrUM RESGATE DIGNO DE CINEMA – literalmente. Argo conta uma história que beira o inacreditável, não fosse o fato de ter sido uma missão real da CIA nos anos 70. O agente Tony Mendez coordenou a operação que inventou um filme – com direito a roteiro, cartaz e story board -, a desculpa perfeita para criar novas identidades para os seis diplomatas americanos que escaparam da tomada da embaixada em Teerã por revoltosos. A tensão entre EUA e Irã começa nessa época e fica evidente no filme de Ben Affleck, ganhador do Oscar.

Tony Mendez, no entanto, conta uma história ligeiramente diferente, com menos reveses, mas igualmente interessante. O autor pinta um panorama da situação política da época e da burocracia dentro da própria agência de inteligência. É no livro que também fica claro o verdadeiro papel dos americanos na missão que na vida real teve mais do que um dedinho dos canadenses.

O livro, lançado pela Editora Intrínseca, tem uma linguagem acessível e nada cansativa. Esse relato foi retomado por Mendez (e pelo jornalista Matt Baglio) como um movie tie-in, ou seja, um material adicional ao longa lançado no ano passado. A história já havia sido revelada na autobiografia do ex-agente, The Master of Disguise, além de uma matéria na revista Wired. Ambos serviram como base para o roteiro adaptado de Chris Terrio, também vencedor do Oscar.

- Advertisement -

Saiba mais sobre o livro na resenha de Nathália Pandeló:

Leia AQUI a crítica do filme, escrita por Tullio Dias.

Atenção!

Promoção As Aventuras de Pi: Jordano Lopes, Hélio Francis e Danilo Oliveira da Cruz levam um exemplar do livro de Yann Martel, lançado no Brasil pela Editora Nova Fronteira. Parabéns! Enviem seus endereços para contato@cinemadebuteco.com

1 comentário
  1. Camilo Filho Diz

    pra denise e pra kharla mais uma fonte

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.