Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Curta Libre – A quoi ça ser l’amour?

Hoje é terça feira e como não poderia faltar, hoje tem Curta Libre aqui no Cinema de Buteco.


- Advertisement -

Eu sou Nathália Martins e hoje vamos falar de AMOR, apresentando o curta: “Pra que serve o amor?”/ “A quoi ça ser l’amour?”. O filme é do diretor e ilustrador francês Loius Clichy e serve como ilustração para a música de mesmo nome de Edith Piaf, tornando assim a experiência de ouvir a musica ainda mais empolgante para quem ouve/assiste. A música é linda, a melodia te faz querer estar ao lado do homem (ou mulher) da sua vida.

A Quoi ÇA Sert L’amour

A quoi ça sert l’amour ?
On raconte toujours
Des histoires insensées.
A quoi ça sert d’aimer ?




L’amour ne s’explique pas !
C’est une chose comme ça,
Qui vient on ne sait d’où
Et vous prend tout à coup.




Moi, j’ai entendu dire
Que l’amour fait souffrir,
Que l’amour fait pleurer.
A quoi ça sert d’aimer ?




L’amour ça sert à quoi ?
A nous donner d’ la joie
Avec des larmes aux yeux…
C’est triste et merveilleux !




Pourtant on dit souvent
Que l’amour est décevant,
Qu’il y en a un sur deux
Qui n’est jamais heureux…




Même quand on l’a perdu,
L’amour qu’on a connu
Vous laisse un goùt de miel.
L’amour c’est éternel !




Tout ça, c’est très joli,
Mais quand tout est fini,
Il ne vous reste rien
Qu’un immense chagrin…




Tout ce qui maintenant
Te semble déchirant,
Demain, sera pour toi
Un souvenir de joie !




En somme, si j’ai compris,
Sans amour dans la vie,
Sans ses joies, ses chagrins,
On a vécu pour rien ?




Mais oui ! Regarde-moi !
A chaque fois j’y crois
Et j’y croirai toujours…
Ça sert à ça, l’amour !
Mais toi, t’es le dernier,
Mais toi, t’es le premier !
Avant toi, ‘y avait rien,
Avec toi je suis bien !
C’est toi que je voulais,
C’est toi qu’il me fallait !
Toi qui j’aimerai toujours…
Ça sert à ça, l’amour !…

Pra Que Serve o Amor

Pra que serve o amor?
A gente conta todos os dias
Histórias insensatas
Pra que serve amar?




O amor não se explica
É uma coisa assim
Que vem não se sabe de onde
E te pega de uma vez




Eu, eu escutei dizer
Que o amor faz sofrer
Que o amor faz chorar
Pra que se serve amar?




O amor, serve pra que?
Para nos dar alegria
Com lágrimas nos olhos
É uma triste maravilha




No entanto, dizem geralmente
Que o amor é decepcionante
Que de dois há um
Que nunca está contente




Mesmo quando o perdemos
O amor que conhecemos
Nos deixa um gosto de mel
O amor é eterno




Tudo isso é muito bonito
Mas quando tudo acabou
Não lhe resta nada
Além de uma enorme dor…




Tudo que agora
Lhe parece dilacerante,
Amanhã, será para você
Uma lembrança de alegria!




Em resumo, se eu entendi,
Que sem amor na vida
Sem essas alegrias, essas mágoas
Nós vivemos para nada?




Mas sim! Olhe pra mim!
Cada vez mais eu acredito nisso
E eu acreditarei pra sempre…
Que é pra isso que serve o amor!
Mas você, você é o último,
Mas você, você é o primeiro!
Antes de você não havia nada
Com você eu estou bem
Era você quem eu queria
Era de você que eu precisava
Você que eu amarei pra sempre
Pra isso que serve o amor!…



Com traços simples e singelos, o que dá um toque todo especial e romântico ao curta, Loius nos faz pensar, pra que serve o amor? Seria para as pessoas se sentirem bem?.. Felizes? Completas? Ou pra terem uma sensação falsa desses sentimentos?… O autor ilustra a busca de um homem pelo amor, o sofrimento que ele pode causar e mostra também, que apesar das diferenças, quando se ama, você supera tudo e tem seu final feliz.


Na minha opinião, a capacidade de amar e reconhcer o amor no outro, são pra poucos. Fica aí a dica do curta e da reflexão. 
Beijos, abraços e todo amor que houver nessa vida pra vocês e até o próximo Curta Libre!!