Harry Potter e a Ordem da Fênix

E eis que finalmente os fãs são presenteados com a continuação da saga.

Depois do conturbado Torneio Tribuxo, da morte de Cedrico, do encontro/combate entre Harry e Lord Voldemort, mais um ano letivo têm início em Hogwarts. Mas uma surpresa deixa-os boquiabertos: o Ministro da Magia não só nega o retorno de Você-Sabe-Quem, como convoca uma nova professora, Dolores Umbridge, para ensinar Defesa Contra as Artes das Trevas. Harry está cada vez mais confuso com Dumbledore tão distante, com a Ordem da Fênix, com suas aulas de Oclumência com o Prof. Snape, e com uma professora maluca que impõe regras malucas. O que fazer?

Esse livro foi o primeiro em que chorei. Calma, sem spoilers! Quem ainda não leu/assistiu, não vai ficar sabendo o motivo das lágrimas. Mas que seja um incentivo a ir atrás! A história amadureceu bastante, é um momento na vida de Harry em que ele terá que fazer escolhas, seguir adiante, derrubar obstáculos. Como foi narrado no livro/filme anterior, Lord Voldemort deu as caras, e sua força está só aumentando. O clima está tenso, e onde afinal está Dumbledore?

Spoilers.
O livro é lindo. Na minha opinião, é um dos mais reveladores. É quando Harry começa a entender seus pais, bem como a relação de Tiago e Snape – o episódio da ceroula; os mistérios da Ordem da Fênix, a insistência de Dumbledore em manter Harry nas aulas de Oclumência, para tentar fechar sua mente contra Voldemort – momento em que os dois se vêem muito unidos -, o jeito arredio de Dumbledore, que irrita Harry, a Armada Dumbledore, contra a Prof. Umbridge, e a favor do real ensino de Defesa Contra as Artes das Trevas; o Departamento de Mistérios, e a Profecia.

Por quê o filme estragou a história?
Porque, pra variar, engoliu milhares de fatos cruciais. Com que importância são tratadas as aulas com Snape? Confesso que eram, para mim, capítulos chatos e repetitivos, mas importantíssimos! As cenas da Armada Dumbledore, que no livro eram sempre tão aguardadas. As detenções com Umbridge, a história de Hagrid… E o Departamento de Mistérios? A parte mais emocionante do livro, reduzida a cenas sem emoção alguma. Tá, exagerei. Mas mesmo assim! E a morte que não mencionarei… no livro, deixa seus leitores angustiados e em lágrimas. No filme… que decepção.

Vale 3 1/2 caipirinhas!

Trailer

  • Wendel Wonka

    Fato q esse filme decepcionou! Mas acho válido as 3 1/2 caipirinhas! Apesar de sintetizar bastante, eles passaram a idéia legal do livro. E olha q achei o livro super cansativo :~~ Mas é bom msm assim! ^^

  • Fla

    o livro é cansativo… depois de ler o 6 e o 7, que são bem mais superiores, o 5 passa a ser fichinha… =p

    mas fato é que foi o primeiro em que chorei!

  • João

    é interessante ver uma pessoa que leu o livro e que gosta da série sob essa ótica (e não como eu, fã que se baseia só em filmes) dizer que existem capítulos chatos e repetitivos no livro mas que deveriam estar no filme.

    só o fato de serem chatos e repetitivos já descartam tais capítulos já que o objetivo do filme nem sempre é aprofundar na história, mas sim situar o espectador nos acontecimentos…

    acho pelo menos né?

Redação do Buteco

Cinema por quem entende mais de mesa de bar.