Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Os Sonhadores

O João fez um post belíssimo sobre esse filme, e no fim deixou a indicação, para que eu também escrevesse sobre. Na época não senti tesão nenhum (não pelo seu post, ma belle!), e posterguei até as férias. Como diz um caro amigo meu, é sempre bom postergar coisas boas…

Digo novamente: este não é um filme pra ser descrito, mas sim pra ser visto.”
Pego emprestado as palavras do João, porque é isso que fica quando você acaba de assistir. Vou ser breve: o filme é forte, de uma beleza incontestável, sutil e direto. A relação entre Théo (Louis Garrel) e sua irmã gêmea Isabelle (Eva Green), na conturbada Paris de 68, Paris de um céu cinza e pouca esperança, colorem o cenário e fazem com que seu mundo, agora habitado também por Matthew (Michael Pitt), seja externo e inatingível. A paixão pelo cinema é o elo de ligação dos três; a política, o “elo de destruição”. Até quando eles podem viver esse sonho?

- Advertisement -

Não tem o que falar, recomendadíssimo! Assistam, simplesmente.

Ps: Destaque para a puta trilha-sonora!

1. Third Stone from the Sun – Jimi Hendrix
2. Hey Joe – Michael Pitt & The Twins of Evil
3. Quatre Cents Coups – Jean Constantin
4. New York Herald Tribune – Martial Solal
5. Love Me Please Love Me – Michel Polnareff
6. La Mer – Charles Trenet
7. Song for Our Ancestors – Steve Miller Band
8. I Need a Man to Love – Janis Joplin
9. The Spy – The Doors
10. Tous les garçons et les filles – Françoise Hardy
11. Ferdinand – Antoine Duhamel
12. Dark Star – The Grateful Dead
13. Non, je ne regrette rien – Edith Piaf

Trailer:

Comentários