Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Perfume de Mulher

Taí um filme que fui asssitir meio assim sabe, “o que será q tem de mais?” Bom, foi só o filme que rendeu ao Al Pacino seu primeiro Oscar como Melhor Ator em 1993! Vou ser bem curto pq o filme não tem um enredo muito complexo. É, de repente, acho isso que deixa o filme meio atraente. O filme é um remake, o original é de 1974 e é Italiano (Profumo di Donna). A história é bem simplesinha, mas tem um “quê” perceptível só pra quem assiste!

O jovem estudante Charlie Simms (Chris O’Donnell) estuda numa escola particular caríssima, cuja qual ele é bolsista, já que é muito pobre. Para poder ir pra casa no Natal, ele aceita um emprego para cuidar de um inválido no feriado de Ação de Graças. Bom, esse inválido é o cego Tenente-Coronel Frank Slade (Al Pacino), que é um cara marrento pra caralho e cheio de si, mesmo cego. Daí pra frente, temos uma série de acontecimentos inesperados. Frank leva Charlie para lhe acompanhar em NY para realizar seus últimos desejos. Temos desde a famosa cena do Tango (que vale um post como melhores cenas), um cego dirigindo uma ferrari, entre outros acontecimentos. Os 2 opostos se atraem de tal forma e acaba nascendo uma amizade nunca vista antes por nenhum deles. Charlie amadurece com a experiência de vida do coronel e o velho descobre um novo motivo pra continuar vivo mesmo cego. no meio disso, Charlie precisa lidar com o fato de ter sido testemunha de um ato de vandalismo na escola, mas será que ele irá se safar, afinal de contas, ele é bolsista e não tem pai rico como todos os outros. De fato, Al Pacino mereceu o Oscar nesse filme com o discurso final no julgamento de Charlie! Recomendadíssimo!

FICHA TÉCNICA DA PELÍCULA:

Nome Original: Scent of a Woman
Diração: Martin Brest
Produção: Martin Brest
Roteiro: Bo Goldman
Elenco: Al Pacino
Chris O’Donnell
James Rebhorn
Gabrielle Anwar
Philip Seymour Hoffman
Todd Louiso
Lançamento: Dezembro de 1992
Duração: 157min

- Advertisement -

Nota do Buteco: 3 1/2 Caipirinhas! (só pq o Al Pacino carrega o filme sozinho nas costas, se fosse outro ao invés do O’Donnell, seriam + caipirinhas!)

Comentários