Cinema por quem entende mais de mesa de bar

A Mexicana

De Gore Verbinski, com Brad Pitt e Julia Roberts, de 2001.

A Mexicana, a princípio, parece um filme bobinho, pro “povo”, desses feitos só para faturar uma grana alta. E é mesmo. Mas não é de todo mal. Temos algumas cenas interessantes sobre o amor e relacionamento, que fazem o filme valer alguma coisa. Jerry (Brad Pitt) se enrola com um chefe da máfia e tem que prestar serviços até que ele saia da cadeia. Mas sua vida se encontra num dilema, porque Samantha (Julia Roberts) pede que ele escolha entre os dois e seu trabalho.

- Advertisement -

O interessante do filme (se é que pode chamar isso de interessante) são as cenas dos dois separados; enquanto Jerry se vira no México para cumprir sua missão, ela desabafa o seu relacionamento e reflete sobre o amor, e sobre até quando ele (o amor) vale a pena, apesar das brigas. Interessante também a história de amor que envolve a arma, e a suposta maldição, que dão ao filme, junto com o cenário mexicano, um clima misterioso. Não é o melhor filme da carreira dos dois, mas não pode ser chamado de ruim.

Trailer:

3 Comentários
  1. João Diz

    não sabia que era do verbinski. gosto do filme.

  2. 2T Diz

    não sei se gosto desse filme.

  3. Fla Diz

    descobri que gosto…

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.