Cinema por quem entende mais de mesa de bar

A Liga Extraordinária


O que dá juntar um caçador, um cientista, um imortal, um homem invisível, um espião, um monstro e uma vampira? O resultado é uma liga extraordinária, contratada pela rainha Vitória para combater um misterioso mal, que deseja dominar o mundo. (tão clichê!)

O interessante desse filme é que os contratados são figuras da literatura.

Allan Quatermain: criado pelo escritor Henry Rider Haggard, um aventureiro inglês que se embrenha no interior da África. (Aparece em: As Minas do Rei Salomão)
Capitão Nemo: cientista criador do Nautilus, um submarino extraordinário para sua época. (Aparece em: 20.000 Léguas Submarinas – Júlio Verne)
Dorian Gray: imortal, egocêntrico, com grandes segredos. Vai se apresentar como o malvado do filme. (Aparece em: O Retrato de Dorian Gray – Oscar Wilde)
Rodney Skinner: na verdade, Hawley Griffin, um sem caráter que no filme acaba sendo um tipo de “herói”. (Aparece em: O Homem Invisível – H. G. Wells)
Tom Sawyer: na literatura, um garoto que sonha em ser livre para se aventurar. No filme, assemelha-se a um cowboy, e ótimo atirador. (Aparece em: Tom Sawyer – Mark Twain)
Mr. Hyde: monstro, assassino. Sua força é de extrema importância para a Liga. Criado por Robert Louis Stevenson. (Aparece em: O Médico e o Monstro)
Mina Harker: é a mulher por quem Drácula se apaixona. No filme, é uma vampira. (Aparece em: Drácula de Bram Stoker)

- Advertisement -

Assim… Tem um visual bonitinho, cenas imponentes, super-poderes, mas não é de fato um filme bom. Pra quem conhece os personagens a fundo, leu algumas histórias, pode ser uma boa, mas assistir leigamente – se é que essa palavra existe – é como ver mais um filme qualquer de ficção, ação, poderes, e blablabla. Enfim, recomendo aos telespectadores da Globo.

Comentários