Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Amor Profundo

amor profundo

AMOR PROFUNDO É QUASE COMO UMA VERSÃO DE NAMORADOS PARA SEMPRE QUE ACONTECE NO PASSADO. Quase. O fato é que o filme apresenta um retrato frio de uma mulher incapaz de se encontrar amorosamente e sofre pela consequência de suas decisões. Ao contrário do longa-metragem estrelado por Michelle Williams e Ryan Gosling, Amor Profundo apresenta um triângulo amoroso e foca especialmente na dor da personagem.

Rachel Weisz se destaca interpretando a protagonista infiel e que após se flagrada no telefone com o amante, é expulsa de casa e fica livre para viver o seu grande amor. No entanto, as coisas não ficam mais simples em sua vida. Ela passa a sofrer com o atual relacionamento e tudo isso fica muito convincente com a atuação de Weisz, que sem dúvida faz a melhor personagem de toda a sua carreira e rendeu elogios merecidos.

- Advertisement -

amor profundo rachel weisz

Tom Hiddleston é uma mistura bizarra de Michael Fassbender com Rooney Mara (como bem percebeu nossa querida Larissa Padron). Ao mesmo tempo. O ator, que em 2012 ganhou destaque por viver o vilão Loki, em Os Vingadores, tem uma grande participação e consegue cumprir bem o seu papel. O problema é que Weisz ofuscou o restante do elenco.

Um momento particularmente marcante acontece logo no começo do filme: o desespero de uma relação sexual apaixonada quando dois corpos tentam se atravessar é mostrado de uma maneira bonita e delicada, ao som de uma música melancólica, e de uma câmera giratória que acredita ser incapaz de fazer o espectador ficar tonto. Bem, ela faz o espectador ficar tonto. Mais que isso só se ela viesse acompanhada de alguma dose de cachaça.

Amor Profundo é arrastado, quase sem trilha sonora e privilegia muito a atuação dos atores e os diálogos do roteiro. Poderia dizer que é uma trama envolvente, mas estaria mentindo. Pessoalmente, confesso que não tenho muito interesse em histórias de época, especialmente quando o nível XXX é bem reduzido. Vale como exemplar romântico com uma boa história dramática e para conferir Rachel Weisz bem inspirada. Fora isso, se você não gostar de filmes que acontecem no passado, fique com Namorados Para Sempre ou o mais recente Entre o Amor e a Paixão.

poster amor profundo


Nota:[tresemeia]

Comentários