Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Assassinos por Natureza


De Oliver Stone, com Woody Harrelson, Juliette Lewis, Robert Downey Jr. e Tommy Lee Jones, de 1994.

Assassinos por Natureza conta a história dos assassinos Mickey e Mallody Knox, os mais carismáticos serial killers de todos os tempos. Perseguidos por um obsessivo repórter, eles cativam não só seu público lá, mas o espectador que aprecia o filme, e torce para que tudo dê certo com eles. O incrível roteiro de Quentin Tarantino mostra que não é atoa que seus diálogos são dos melhores do cinema (aliás, desde o começo pode-se perceber o dedo de Tarantino na trama).

O filme é uma sucessão surreal de imagens, como se os personagens se encontrassem constantemente num intenso mundo de piração. Imagens em preto e branco e em desenho se misturam ao que pode ser chamado de “realidade”, que se mantém em transformação. Oliver Stone é o maestro dessa sinfonia bizarra; ângulos tortos, zooms e tomadas abertas, e uma iluminação sinistra fazem a diferença.
E tem a crítica…
De uma maneira bem peculiar, o diretor critica a mídia sanguessuga e a violência – isso mesmo! em um filme incrivelmente violento, não há maneira melhor -, e nos põe para refletir, bem sutilmente, sobre o papel dos sensacionalistas. Afinal, eles não querem que idolatremos Mickey e Mallody?

- Advertisement -

Destaque para a boa trilha-sonora, com canções de Nine Inch Nails a Leonard Cohen, e duas palhinhas da Juliette Lewis. Recomendo demais! Vale 5 caipirinhas!

Trailer:

4 Comentários
  1. 2T Diz

    Precisa falar o que desse clássico?

  2. Fla Diz

    bom demaaaais!

  3. João Diz

    oliver dá uma dentro.

  4. 2T Diz

    hahaha, jão não gosta do ostone

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.