Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Baixio das Bestas


Acabei de ver ” O Baixio das Bestas”, não sei se alguém já falou sobre o filme, mas vão aew as minhas impressões…

Nesse filme, nenhum adjetivo é pior do que “REAL”.
Pois aviso logo, é um filme triste, violento, muito violento, mas é acima de tudo, um filme REAL.
Real não no sentido de ser “baseado em fatos reais” mas sim por ser desconfortavelmente realista. Um interior do Brasil onde a decadência chegou a tal ponto que a moralidade é um conceito inexistente. Onde “criança” é um termo relativo, e onde vontade não segue regras.

“Baixio” quer dizer:Obstáculo, dificuldade, ou simplesmente um monte de terra um pouco mais elevado do mar…

- Advertisement -

O que no filme parece ser a região onde moram os personagens… Um meio do nada, cercado de canaviais…

A sinopse (copiada do site oficial):
“Nesse cenário se passa a história de Auxiliadora, Seu Heitor e Cícero. Ela, uma menina de 13 anos explorada pelo velho avô, Seu Heitor, um moralista ambíguo, que em tudo vê falta de autoridade mas ganha dinheiro explorando sua neta. Por sua vez, Cícero, um jovem de uma conhecida família local, que assiste ao drama de Auxiliadora e cria por ela uma paixão insustentável. ”

Seria até romântico se O personagem Cícero, não fosse tão “bestial” quanto todos os personagens do filme…
Destaque para Matheus Nacthergaele e sua frase: “No cinema pode se fazer tudo!”

Sem dúvidas, um filme que faz pensar, e ao terminar, além do embrulho no estomâgo, vc leva, como diz a música tema, um “tapa no pé da orelha”.

Sim, faz pensar, se vc for sensível fará vc chorar, mas se vc não se sentir tocado de forma alguma, comprovará apenas como nós nos tornamos insensíveis, e a violência explícita do filme é aquilo que engolimos.

Todo dia, nos notíciários, na realidade…

É um filme cruel…

Cruel com nós mesmos, que terminamos o filme com a sensação que por esse Brasil afora temos várias outras Auxiliadoras, e que nós na inércia em que vivemos, fingimos não ver.

# Informações Técnicas
Título no Brasil: Baixio das Bestas
Título Original: Baixio das Bestas
País de Origem: Brasil
Gênero: Drama
Classificação etária: 18 anos
Tempo de Duração: 80 minutos
Ano de Lançamento: 2007
Estréia no Brasil: 11/05/2007
Site Oficial: http://www.baixiodasbestas.com.br/
Estúdio/Distrib.: Imovision
Direção: Cláudio Assis

# Elenco
Caio Blat
Conceição Camaroti
Marcelia Cartaxo
Hermila Guedes
Matheus Nachtergaele
Dira Paes
Fernando Teixeira

9 Comentários
  1. Fla Diz

    tem muita coisa no brasil a ser vista, não só o belo rio de janeiro que exportamos…

    há muito tempo que quero ver esse filme, mas não se acha muito fácil!

    boa pedida

  2. Mr. Thomson Diz

    FORTE, VIOLENTO, EU ME ARRISCARIA A CHAMÁ-LO DE LARANJA MECANICA DU BRASIL-SIL-SIL! COM UMA DIFERENÇA, BÁSICA… ASSISTA O FILME E VC VERÁ.
    EU NAO SOU DE FALAR ISSO, MAS ACHEI O FILME TAO FORTE, VIOLENTO E TRISTE (COMO O PROPRIO FRED JA FLW) QUE SE EU PUDESSE ESCOLHERIA DESASSISTÍ-LO 😮

    ASSISTA POR SUA CONTA E RISCO!

  3. Mr. Thomson Diz

    A SIM, E EU ESQUECI DE FALAR, APESAR DE TODOS OS PESARES,
    ACHEI Q O PESSOAL NO FILME TRABALHOU BEM DEMAIS! UM CLIMA SOMBRIO, PLANOS DE FILMAGEM DIFERENTES, ENFIM TÉCNICAMENTE ACHEI MUITO BOM, JÁ HUMANAMENTE FALANDO, MEDONHO.
    ACHO QUE INCOMODOU TANTO POR SER UM FILME DE TERROR DA VIDA REAL, ONDE OS MONSTROS SÃO OS PROPRIOS SERES HUMANOS…

  4. Fla Diz

    justamente por isso é genial

    ps: não acho laranja mecânica um filme propriamente violento e forte…

    está mais para questões psicológicas, a perversa mente humana e o controle exercido pelas instituições!

  5. Mr. Thomson Diz

    Realmente, se comparado ao baixio, laranja mecanica é histórinha pra criança.
    Agora desculpa Fla, mas se vc nao acha que laranja mecanica é um filme violento, eu devo ser muito sensivel, ou vc muito insensivel! KKK eu concordo com vc quando vc diz que aborda esses temas psicologicos, e até mesmo do controle do ESTADO em cima dos indivíduos, mas NUNCA falaria que NÃO se trata de um filme violento! e se eu acho que ele é forte até hoje, imagina em 1971 quando ele foi feito!

  6. Fla Diz

    mr. thomson, leia de novo

    “ps: não acho laranja mecânica um filme PROPRIAMENTE violento e forte…

    está MAIS para questões psicológicas…”

    hora nenhuma disse não se tratar de um filme pouco violento, ou até NÃO violento

    😉

  7. 2T Diz

    Qual a violência do Laranja Mecânica? Um bando de delinquente espancando um irlandês desabrigado? Acho que é um filme que mostra o efeito reverso das nossas atitudes. Violento mesmo é Showgirls… esse sim, eu escolheria nunca ter visto!

  8. Fla Diz

    a violência está mais evidente no livro… mentes perversas espancando, estuprando, roubando…
    o estado corrompendo…

    o filme está mais justamente para as consequencias dos seus atos, o popularmente conhecido “aqui se faz, aqui se paga”

  9. Mr. Thomson Diz

    😉 este é exatamente o brilho eterno do baixio das bestas… pois no BraZil a gente bem sabe que aqui se faz, aqui se… olha! uma bunda!
    😀

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.