Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Big Shot

Quais seriam as melhores introduções da história do cinema? Não digo no quesito de cenas, mas no de narração. Tem alguns filmes que já começam tirando o seu fôlego com explosões ou cenas alucinantes, mas existem aqueles que te conquistam na primeira palavra.
PULP FICTION é um bom exemplo disso. Aliás, Quentin Tarantino é um mestre no assunto, já que em CÃES DE ALUGUEL, apresenta o grupo de matadores vilões/heróis discutindo sobre a questão metafórica da música “Like a Virgin” da Madonna. Outro bom exemplo é o SENHOR DAS ARMAS, o texto inicial é de tirar o chapéu.
Queria convidar os parceiros de blog a aderir à campanha e postar suas introduções favoritas! Vou roubar a idéia da Dri e postar a introdução do filme TRAINSPOTTING:

“Choose life.
Choose a job.
Choose a career.
Choose a family.
Choose a fucking big television!
Choose washing machines, cars, compact disc players and electrical tin openers. Choose good health, low cholesterol, and dental insurance.Choose fixed interest mortgage repayments.Choose a starter home.
Choose your friends.Choose leisurewear and matching luggage. Choose a three-piece suite on hire purchase in a range of fucking fabrics.Choose diy and wondering who the fuck you are on a Sunday morning.Choose sitting on that couch watching mind-numbing, spirit-crushing game shows, stuffing fucking junk food into your mouth. Choose rotting away at the end of it all, pissing your last in a miserable home, nothing more than an embarrasment to the selfish, fucked up brats you spawned to replace yourself. Choose your future. Choose life. But why would I want to do a thing like that?
I chose no to choose life..I chose something else.And the reasons?
There are no reasons.”

- Advertisement -