Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Um Cara Quase Perfeito

Mais uma vez pegando material do JT&T, dessa vez com uma boa justificativa. Agradeço pela mensagem de apoio que recebi e precoce ou não, lamentar não resolve nada. Por dentro o luto eterno, mas é hora de exercer a função do palhaço: ninguém conhece um palhaço ou comediante triste, não é verdade? Mais uma vez, obrigado e vamos lá, castigar os “fiéis” leitores com essas mal-traçadas linhas!

“Nunca pensei que um filme do Ben Affleck pudesse me fazer rir ( excluíndo as participações dele nos filmes do Kevin Smith, claro… ) e me surpreendi ao assistir UM CARA QUASE PERFEITO. Achei super divertido e dei boas risadas, daquelas que não conseguem ser discretas, sabem? O filme conta a história de Jack Giamoro, um executivo que está passando por momentos complicados na vida pessoal e profissional e que por isso, decide entrar para um curso ministrado pelo personagem de John Cleese. Durante as aulas, Jack começa a escrever um diário e repensar a sua vida até que começa a ser ameaçado por uma aspirante a roteirista que não conseguiu ser cliente de Jack e sua empresa. A partir disso acontecem as situações mais hilárias como a cena em que os executivos encaram uma turma de cozinheiros japoneses e a transformação de Affleck em um castor. Apesar de engraçado, ele consegue ser sério na medida certa e aponta certos questionamentos na vida do personagem. As escolhas e erros cometidos durante todos os anos, tanto no campo profissional quanto o pessoal. Por meio de um diário, Jack Giamoro descobre quem ele é de verdade e consegue se superar para tornar-se uma pessoa melhor. Eu recomendo!!

- Advertisement -

2T para o JT&T em 3 de Julho de 2007