Cinema por quem entende mais de mesa de bar

O Poderoso Chefão – Parte I

Estados Unidos, década de 50. O primeiro filme da trilogia começa no casamento de Connie Corleone (Talia Shire). Toda a família está reunida, e Vito Corleone (Marlon Brando) está muito satisfeito e recebe os convidados, que dão vários presentes à noiva, principalmente dinheiro. Mesmo num dia especial, o Padrinho trabalha em seu escritório. Quem vem pedir um favor dessa vez é Bonasera, que teve a filha violentada e pede justiça. Numa das várias frases clássicas do filme, Don responde: “Você vem até a minha casa, no dia do casamento da minha filha, não me cumprimenta, não me chama de padrinho, e pede que eu mate alguém?”. Don até promete ajudar, mas deixa claro a Bonasera que um dia pedirá um favor em troca. Assim a família vai trabalhando, o Padrinho e seus filhos, Fredo (John Cazale), Sonny (James Caan) e Tom (Robert Duvall), o filho adotivo. Michael (Al Pacino) contrariou o velho e se alistou no exército. Namora uma mulher que não é siciliana e não se envolve nos negócios da família.

- Advertisement -

Na máfia norte-americana, a família Corleone disputa com os Tattaglia a imponência. Todos respeitam o Don por ele sempre ouvir os problemas e procurar resolver da melhor maneira possível. Sollozo (Al Lettieri) faz uma proposta que deixaria a família Corleone imbatível: quer entrar para o ramo dos narcóticos e pede proteção por saber de policiais e juízes que são amigos de Don. Sonny se empolga com a idéia, mas Vito recusa, dizendo não se envolver em negócios perigosos. Desperta a ira de Sollozo e Philip Tattaglia (Victor Rendina), começa uma guerra que há anos não acontecia. Tom é sequestrado, Luca Brasi é morto, Bruno Tattaglia é morto e o Padrinho sofre um atentado. Quem passa a comandar a família é Sonny, num mandato de terror e crueldade. Michael resolve ajudar. Contrariando todas as expectativas, Michael comete o atentado que colocaria um fim à guerra das famílias, porém que o fez se exilar na Sicília. Enquanto Don Corleone se recupera, Sonny e Tom governam na medida do possível para manter a paz.

Michael vive rusticamente na Itália. Trabalhando no campo com dois amigos, é atingido pelo “raio”, se casa mas sofre a vingança por seus atos. Volta à América após 2 anos, completamente diferente. Mais frio e quieto, se assemelha ao Don, com uma presença imponente e poucas palavras. Vê a guerra eclodir de verdade, e tem que assumir a liderança da família no pior momento possível.

À medida que o filme vai avançando, temos várias cenas que comprovam a força da família Corleone, e tudo que Don pode fazer. “Eu vou fazer uma proposta que ele não poderá recusar.” Apesar do “spoiler”, ler o post de nada alterará nas surpresas que o filme reserva. Pode confiar!

Ficha Ténica
Título Original: The Godfather
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 171 minutos
Ano de Lançamento (EUA): 1972
Direção: Francis Ford Coppola
Roteiro: Mario Puzo e Francis Ford Coppola, baseado em livro de Mario Puzo
Produção: Albert S. Ruddy
Música: Nino Rota

Trailer: