Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Ghostbusters: Mais Além

Uma carta de amor aos fãs da franquia.

Como homenagear uma franquia de tanto sucesso de público e ao mesmo tempo atrair a atenção de uma nova audiência para os cinemas? Talvez tenha sido esse o ponto de partida usado pelo diretor e roteirista Jason Reitman para dar vida a Ghostbusters: Mais Além. O filme estreou dia 18 de novembro no Brasil e tem no elenco principal Paul Rudd, Mckenna Grace, Finn Wolfhard e Carrie Coon e muitas, muitas surpresas no restante.
A mãe solteira Callie (Carrie Coon) precisa se mudar com seus dois filhos Trevor (Finn Wolfhard) e Phoebe (Mckenna Grace) para um casarão velho deixado por seu falecido pai em uma cidade bem pequena do interior. Quando a família chega em Summerville eventos estranhos começam a acontecer, como terremotos mesmo que o local não esteja situado em uma falha geológica.
Esses eventos chamam a atenção de Phoebe (Mackenna), que começa uma investigação junto de seu professor Gary (Paul Rudd) e seu novo amigo Podcast (Logan Kim). Nesse sentido, Phoebe é a personagem mais importante e tem seu arco muito bem desenvolvido em todo o longa. Ela é o fio condutor da trama e é responsável por conectar todos os outros personagens ao acontecimentos misteriosos que se encaixam com o filme de 1984.
Além disso, destaco a atuação de Mckenna como um ponto alto, você provavelmente já viu a atriz de apenas 15 anos (e incríveis 10 anos de carreira) interpretando a versão jovem de alguma protagonista: Capitã Marvel, Eu, Tonya, e o Mundo Sombrio de Sabrina são alguns exemplos. Mckenna Grace faz uma Phoebe adorável e naturalmente engraçada. Uma tarefa difícil, pois este perfil de personagem super inteligente, nerd e deslocada costumam ser representadas como arrogantes e chatas (estou olhando diretamente para você MJ).
Embora eu não me considere fã e nem lembre muitos detalhes da história original, em razão de ter assistido Ghostbusters (Caça-Fantasmas) na Sessão da Tarde apenas uma vez e há muito, a minha experiência com Mais Além foi muito satisfatória. Na minha sessão de Ghostbusters Mais Além tive o privilégio de assistir ao lado uma fã da franquia (abraço para você Maristela) e vê-la se emocionar ao final do filme, aqueceu meu coração. Escutar as risadas e os comentários espontâneos das crianças na sala tornou tudo ainda mais divertido. Cinema é uma arte coletiva!
Recomendo Ghostbusters Mais Além para todos que buscam uma opção divertida, leve e despretensiosa de entretenimento. Para aqueles com memória afetiva e que sejam capazes de capturar todos os Easter Eggs e referências que foram colocadas no filme, Ghostbusters: Mais Além é tudo que aquilo que você esperava, não deixe de assistir.

Trailer de Ghostbuters: Mais Além

- Advertisement -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.