Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Noivo Neurótico, Noiva Nervosa

DIA DOS NAMORADOS. Não existe ocasião melhor para ver esse filme do que essa bendita época, quando muitos que estão dentro de um relacionamento estão fazendo um balanço da sua vida e analisando se é melhor ficar ou sair fora. Inclusive, nessas horas é que vem aquela maldita depressãozinha (como se fizesse diferença para quem está nessa situação) de quem está solteiro e vai ficar sem presente.

Em Noivo Neurótico, Noiva Nervosa, Woody Allen demonstrou ser um cara legal e ao mesmo tempo, ácido. O diretor acaba nos apresentando ao lado B dos relacionamentos. São poucos que tocam nesse assunto de forma tão humana ao apresentar as neuroses que até parecem esquisitas na tela, mas elas existem e estão por toda parte! Com tantos “dedos na ferida”, uma hora ou outra você irá se enquadrar na obra.  O filme faz você pensar em si mesmo e analisar os seus erros pessoais, tanto dentro quanto fora dos relacionamentos. Pensar demais, fazer tudo calculado, tentar ficar se descobrindo, ficar revirando o baú… Quando na verdade, você só precisa viver e se arriscar um pouco. É isso!

- Advertisement -

Além de toda a reflexão que o filme proporciona, há também a linguagem que Woody aplica ao misturar seus pensamentos, ao expressar-se diretamente com a câmera, como quem realmente conta uma história para quem está na plateia. Esses diferenciais fazem com que o filme se torne inesquecível, único e humano demais.

Assista ao filme, reflita um pouco, mas não se afogue em neuroses! O personagem já faz isso pra você, para que tudo fique mais prático e você descubra que a vida pode ser muito mais fácil quando a razão se equilibra com a emoção. De que adianta fazer escolhas tão bem calculadas e no fim das contas, descobriu que deixou passar a oportunidade da sua vida?

O amor é um mal necessário, ruim com ele e pior sem. Acredite!

Título original: Annie Hall 

Direção: Woody Allen

Produção: Jack Rollins, Charles H. Joffe

Roteiro: Woody Allen, Marshall Brickman

Elenco: Woody Allen, Diane Keaton, Tony Roberts, Carol Kane, Paul Simon, Janet margolin, Shelley Duvall

Lançamento: 1977

Nota:

 

Comentários estão fechados.