Cinema por quem entende mais de mesa de bar

O Povo Contra Larry Flynt

O Povo Contra Larry Flynt nos conta a história real do americano Larry Flynt (ohh, jura?), que criou um império editorial a partir da revista pornográfica Hustler. Combatido pela população e principalmente pelos políticos conservadores, Flynt foi julgado e condenado diversas vezes, além de sofrer uma tentativa de homicídio que o deixou paralítico.

O Povo Contra Larry Flynt é na realidade um drama, mas eu o vejo mais como uma comédia (não me perguntem porque) devido a personalidade ultrajante e uma vida privada que, de privada não tinha era nada. O filme mostra os negócios polêmicos de Flynt (Woody Harrelson), a construção do império, seu casamento nada convencional com Althea Leasure (Courtney Love) e suas infâmes aparições no tribunal sempre supervisionadas pelo seu advogado Alan Isaacman (Edward Norton).

A cinebiografia mostra o quanto os ditos “valores morais americanos” são usados como justificativa para a repressão e até mesmo a prática de crimes. Este lado é evidenciado no filme de forma explícita, já que Flynt escandalizou na década de 70 o moralismo da sociedade daquela época. A busca incessante pela liberdade de expressão levou Flynt à diversas vezes ao tribunal, já que a liberdade dele ia contra os valores morais dos Estados Unidos.

Com uma atuação praticamente magistral de Woody Harrelson e uma direção impecável de Milos Forman, o filme é uma das minhas principais indicações quando se fala de cinema, principalmente se levar em conta que eu perdi a conta de quantas vezes vi este filme.

DVD, download ou VHS obrigatório.

Ficha Técnica:
O Povo Contra Larry Flynt (
The People vs. Larry Flynt) (1996)
Dirigido: Milos Forman
Roteiro:
Scott Alexander e Larry Karaszewski
Genêro:
Drama
Elenco: Woody Harrelson, Courtney Love, Edward Norton, Brett Harrelson

Cenas do filme:


- Advertisement -