Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Operação Valquíria

As Valkirias, serviçais dos deuses. Que escolhem quem viverá e quem morrerá. Poupando os mais heróicos de uma morte agonizante. Ninguém consegue entender o Nacional-Socialismo se não entender Wagner.

Palavras de Hitler (?). Não posso afirmar que a Operação Valquíria em si foi inspirada na “Cavalgada das Valkirias”, de Richard Wagner. Mas, como há a citação no filme, achei interessante explicar o termo:

- Advertisement -

Na mitologia nórdica, as valquírias eram servas de Odin. Belas e jovens mulheres, louras de olhos azuis, que montadas em cavalos alados e armadas com elmos e lanças, sobrevoavam os campos de batalha escolhendo quais guerreiros, os mais bravos, recém-abatidos entrariam no Valhala (entenda-se como o Paraíso).

Primeiramente, um brinde ao aniversário de 54 anos da morte de Hitler.

Operação Valquiria é um filme, baseado em fatos reais, que conta a incrível história da 15ª conspiração para matar Hitler; fracassada. O Coronel Stauffenberg (Tom Cruise) é um alemão que ama sua pátria. Lutando com as tropas nazistas na África, é atingido, perde um olho e uma mão. Quando volta à atividade, é considerado soldado exemplo pelo próprio Füher. Entretanto, sua fúria pela insanidade do governo, genocídios, atrocidades e terror guia-o a uma atitude de “redenção” alemã. Convicto de estar agindo pelo bem do seu país, ele se une a conspiradores e planeja o golpe de estado perfeito. Seria perfeito…

É complicado tentar criar um suspense acerca do final do filme, visto que, se a Operação Valquiria tivesse dado certo, nossos livros de história ensinariam outra coisa. Mas não acreditem que, por isso, o filme fica menos interessante. A trama se armando, a tensão dos participantes… o espectador acaba se envolvendo, na expectativa dos resultados/conseqüências. Nessa data tão memorável, recomendo que assistam!

Trailer: