Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Dois em Um: A Cartada Final

Na segunda vez que a sessão Dois em Um dá as caras aqui no Cinema de Buteco, chamei a senhorita Flá para conferir um dos últimos filmes do veterano Marlon Brando. Poderia render até uma nova sessão: “A Última Vez“, mas sei lá. Melhor não render…

O que dizer de A Cartada Final? Marlon Brando, Robert de Niro e Edward Norton representam três gerações de astros de Hollywood e parece que o filme mostra uma grande festa, uma confraternização entre amigos que há muito não se encontravam e por que não, uma despedida. Durante o lançamento do filme, Norton deu entrevistas dizendo o quanto estava se sentindo inseguro diante de dois “monstros” históricos do cinema. Afinal, não é todo mundo que tem a chance de dividir a tela com grandes nomes, não é verdade?

- Advertisement -

O grande problema é que A Cartada Final não consegue passar de uma despedida. A trama é até interessante (muito previsível), mas não deixa de ser ruim, só que as coisas só parecem funcionar quando Marlon Brando surge. Nem mesmo Robert de Niro ou Edward Norton conseguiram desviar as atenções. O “Don Corleone” se despediu em um filme digno, mas que poderia ser melhor.

Eu, Flávia, sinceramente não achei graça alguma. Nem a “surpresa”, nem a “reviravolta” impressionam. Por ser uma mistura de Onze Homens + Uma Saída de Mestre (que conta com Edward Norton usando um bigodinho sexy e envolvente), tudo no filme é, como o Tullio acima mencionou, previsível demais. Qual o problema com filmes que envolvem roubos? É sempre a mesma coisa! Na hora algo dá errado, o mocinho vira bandido, o feitiço vira contra o feiticeiro, e todos vivem felizes para sempre! Ah, tenha dó…

E o Don Corleone, coitado… merecia algo melhor. Não recomendo! Nem para sábados entediados, nem para domingos chuvosos (Uma Saída de Mestre é BEM melhor).

Comentários