Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Sing 2

A animação que é um verdadeiro show.

A animação de 2016 Sing – Quem Canta Seus Males Espanta apresentou o coala Buster Moon e seus amigos cantores realizando um concurso musical na tentativa de salvar o seu teatro. O primeiro filme é muito charmoso e competente, porém, visualmente simples e com um enredo previsível. 

Agora em 2021, a sequência Sing 2 estreia nos cinemas e traz de volta os personagens carismáticos mas, consegue aumentar o nível da história anterior e trazer momentos impressionantes na sua fotografia e paleta de cores. 

Em Sing 2, o coala Buster decide levar o seu elenco para a luxuosa cidade de Red Shore City, que parece uma mistura de Las Vegas com Califórnia, repleta de luzes intensas e espetáculos colossais.  Ele reúne seu elenco original: os porquinhos Rosita e Gunther, o gorila Johnny, a porco-espinho Ash e a elefanta Meena para ajudá-lo nessa missão. Contudo, ao chegar lá, precisam enfrentar o lobo empresário Jimmy Crystal e para isso decidem reestruturar a apresentação, além de mentirem para o lobo, dizendo que irão trazer o leão lenda do rock Clay Calloway, que abandonou os palcos há 15 anos. 

- Advertisement -

Por meio destes ganchos o filme se prova melhor que o anterior. Tudo em Sing 2 é aprimorado. Em destaque o trabalho de trilha sonora, a escolha das músicas são excelentes e dão um ritmo agitado e envolvente a trama. O diretor Garth Jennings não se limitou a escolher músicas pop da atualidade, que são importantes para o público-alvo, trouxe clássicos e uma participação especial. 

Na versão americana o leão Clay Calloway é dublado por Bono Vox do U2, e o filme aproveita a música I Still Haven’t Found What I’m Looking For para nos transportar para um show do U2, em uma cena incrível que fez a plateia de crianças se empolgar. 

Na versão brasileira conta com as vozes de Mariana Ximenes, Fiuk, Marcelo Serrado, Wanessa Camargo e Sandy. Toda a construção de cenários também merece elogios, ademais, o filme tem sequências engraçadas e divertidas, as gargalhadas na minha sessão eram constantes. 

Além disso, acompanhamos o crescimento individual de cada personagem e a superação de seus medos, para que consigam dar vida a visão criativa de Buster. O longa até inclui uma pitada de crítica ao mundo do showbusiness, o que é raro para uma animação. Somos convidados a acompanhar o processo de criação de um espetáculo sensacional. É como se estivéssemos nos bastidores e na primeira fila ao mesmo tempo. E acredite, este é um lugar que você não irá querer perder. Sing 2 estará nos cinemas brasileiros dia 23 de dezembro.

Trailer de Sing 2

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.