Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Um Corpo que Cai

Um Corpo que Cai (Vertigo, 1958)

Ficha Técnica
Título Original: Vertigo

- Advertisement -

Gênero: Suspense
Tempo de Duração: 128 minutos
Ano de Lançamento (EUA): 1958
Estúdio: Paramount Pictures / Akfred J. Hitchcock Productions Distribuição: Paramount Pictures / Universal PicturesDireção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Samuel A. Taylor e Alec Coppel, baseado em livro de Pierre Boileau e Thomas Narcejac
Produção: Alfred Hitchcock
Música: Bernard Herrmann
Direção de Fotografia: Robert Burks
Direção de Arte: Henry Bumstead e Hal Pereira
Figurino: Edith Head
Edição: George Tomasini
Resolvi assistir novamente este filme no feriado e confesso que ele é uma das obras mais intrigantes do mestre do suspense Hitchcock, que brinca com aparências a meio de um tom ameaçador para conferir à investigação do detetive interpretado por James stewart. O surgimento de Kim Novak no filme e o clímax na torre contribuem para colocar Um Corpo que Cai acima até de Os Pássaros e Psicose.
Os filme de Hitchcock distinguia-se do elemento surpresa mais característico do cinema de horror. O suspense é acentuado pelo uso de música forte e dos efeitos de luz. Nos filmes hitchcockianos, a ansiedade do espectador aumenta pouco a pouco enquanto, o personagem não tem consciência do perigo. São apresentados dados ao telespectador que o personagem do filme não sabe, criando uma tensão no espectador em saber o que acontecerá quando o personagem descobrir. Em Psycho, somente o espectador vê a porta se entreabrir, esperando algo acontecer enquanto o detetive sobe a escada. Arrepio só de falar.

A trama de “Um Corpo que Cai” traz James Stewart na pele de um detetive com fobia de altura que acaba pegando como último caso de sua extenuante carreira, seguir os passos da perturbada esposa de um velho amigo. A perseguição passa a afetar de maneira avassaladora a vida do Detetive “Scottie” Ferguson, à partir do momento em que ele salva a mulher de um suicídio e os dois passam a viver um romance. Para começar Alec Coppel e Samuel Taylor realizam um ótimo trabalho com uma trama irresistível pelo ritmo que confere a cada sequência do longa, como também densidade e vida a seus personagens centrais.
A grande reviravolta, em torno das personagens vividas por Kim Novak, é um dos pontos altos do fime.
Além dos magníficos trabalhos dos roteiristas e de Hitchcock, “Um Corpo Que Cai” apresenta ainda a excelente trilha, fotografia e claro atuação dos atores principais.

Um Corpo Que Cai ficou conhecido pelo uso do que ficou conhecido como “Hitchcock Zoom”, um truque de câmera utilizado para passar ao espectador a sensação de vertigem sofrida pelo protagonista através da distorção de perspectiva.
Essa obra de arte recebeu 2 indicações ao Oscar: Melhor Som e Melhor Direção de Arte.
Enfim, quem gosta de um bom suspense não pode deixar de assistir ” Um Corpo que cai”, ou melhor, nenhum filme de Hitchcock. Fica ai dica!