Cinema por quem entende mais de mesa de bar

ÚOscar 2011: Alguém Curtiu?


Diferente da premiação do ano passado, essa 83ª edição do Oscar surpreendeu pela sua falta de glamour e de graça. Os apresentadores se esforçaram e, apesar do nervosismo, foram engraçados em alguns momentos (James Franco e Anne Hathaway estavam muito bem, à lá apresentadores do MTV Movie Awards), mas a cerimônia errou em se condensar, e alguns momentos interessantes do ano passado, como aquela homenagem aos indicados pelos prêmios de melhor ator e atriz, não aconteceram. Uma pena.

- Advertisement -


Kirk Douglas, (aquele do Spartacus lembram?) apareceu do limbo e foi um querido, fazendo piadas sobre si mesmo, sensualizando Anne, e entregando o prêmio merecido para Melissa Leo de O Vencedor, que desde Rio Congelado já tinha atraído os olhos da academia. Merecido também foi o prêmio para Christian Bale, que emagreceu no mesmo filme de Leo como já havia feito em O Operário, mas que ficou ainda mais estranho com aquela barba ruiva/alaranjada, não consegue deixá-lo feio.

Natalie Portman ganhou como melhor atriz, e todo mundo já sabia. E DAÍ? Foi lindo e emocionante mesmo assim! A gente esperava isso desde 2004, quando ela perdeu pra Cate Blanchett (que merecia muito mais o Oscar por Não Estou Lá do que por Aviador). Colin Firth também confirmou apostas (KÉDIZÊ, NÉ TT?), subindo ao palco por sua atuação em O Discurso do Rei. Mas o fato é que: tá tudo errado, Brasil! Era pra ele ter ganhando ano passado por Direito de Amar e deixado o Bridges ganhar esse ano!! É a academia fazendo o que sabe fazer de melhor: média entre os atores.

Mas o Oscar desse ano só foi UÓ, por causa do Discurso do Rei: MELHOR DIREÇÃO? MELHOR FILME DE 2011?!?! ONDE? CADÊ? DESDE QUANDO?

A cara de frustração, de “não é possível”, de “cê tá zoando com a minha cara” foi generalizada. Mas, pensando que o Oscar sinaliza tendências e pensamentos, quando se propõe a premiar o que foi feito de melhor, o que significa dar o prêmio para Discurso do Rei?

Me lembrou a edição de 1999 (ano em que, acredito eu, foi cometida a última grande injustiça da academia – 2003 com Chicago não foi tão sério assim), quando premiou Shakespeare Apaixonado, um filme bem feito, mas sem graça e nada relevante, que não simboliza tendências, não inova (e com relação à essas demandas, o mediano Chicago estava ok), ou seja: um filme CORRETO, mas só. Não muda a vida de ninguém.

Nos dias de hoje, reafirmar conservadorismos não dá créditos, e foi o que a academia fez: enquanto fazia paródias aos moldes da MTV, buscando um público mais jovem, premiava um filme que definitivamente, não será lembrado daqui a dez anos (como nos disse nosso amigo Fabrício), e que NINGUÉM achou que merecia.

Ridículo, estranho, absurdo.
Não espero mais nada da Academia. Adoro o Oscar, mas até Rede Social merecia mais.
E não aposto mais em bolão.
Bgs!
9 Comentários
  1. João Diz

    Esqueci de dizer que Tainã, Fab's e Tt são ótimos companheiros de Óscar, exceto pela parte do sono.

  2. Wendel Wonka Diz

    MIMIMIMIMIMIMIMI!

    Merecia sim o Oscár de Melhor Filme! vc tá dizendo isso só pq ficou na lanterna do Bolão! AHAHAHAHA

    BRIMKS! Foi mt legal ver o oscar com vcs! =P

  3. andré b. Diz

    Essa foi a edição mais sem sal do Oscar que já (mal) assisti. Durmi em várias partes.

    E, para piorar tudo, não teve uma só transmissão que prestasse aqui no Brasil. A Globo só foi exibir a premiação lá pela metade do evento, já que tinha que passar o BBB antes. Perdeu o discurso de Melissa Leo. E José Wilker como comentarista, ninguém merece.

    E na TNT, os comentários de Rubens Ewald Filho são ridículos. Na premiação de melhor animação, foi exibido o trecho de Toy Story 3 onde Buzz Lightyear tem sua programação resetada e suas falas convertidas para o espanhol. E não é que Rubens Ewald Filho me solta um "olha, estão exibindo em espanhol !" Porra, ele não viu o filme ? Ele não fez a lição de casa ?
    E como um crítico de cinema, com décadas de ofício, não sabe pronunciar o nome de um dos diretores mais em voga ultimamente como Darren Aronofsky ? Não cobro uma pronúncia impecável, mas Ewald Filho simplesmente não sabia o sobrenome do diretor.

    Enfim, ano que vem não perco mais meu tempo com Oscar.

  4. João Diz

    andré b: ano que vem vou assistir dr. ray na rede tv que dá mais certo. fikdica.

  5. Lucas Paio Diz

    O Discurso do Rei tá virando um filme odiado, o que também não merece. É um filme bom, que calhou de virar "queridinho" dos votantes de premiações e tirar favoritos do público do caminho. Pra mim o melhor filme de 2010 foi Toy Story 3, que não ia ganhar mesmo. Agora a babação de ovo em cima de A Rede Social – que também é muito bom – tem seus perigos. Quem garante que o Facebook também será lembrado daqui a 10 anos? E quer saber? Pelo menos O Discurso do Rei é melhor do que Quem Quer Ser Um Milionário, que ganhou há 2 anos sendo um filme bem do mediano.

    Mas melhor direção pro Tom Hooper foi foda. Esse era do Fincher, se não pelo Feicebuque, pelo conjunto da obra até agora.

    E sacanagem o Bravura Indômita ter 10 indicações e sair de mãos abanando.

  6. Jairo Souza Diz

    O.o quem ousa falar mal do Danny e d Quem Quer Ser Um Milionário?? VSF!! Bollywood Wonna!!!

  7. Lucas Paio Diz

    Haha muita gente ousa, Jairo. E eu curto Bollywood, vi um filme indiano há pouco tempo chamado 3 Idiots que achei um barato. Mas o filme do Danny Boyle não é Bollywood nem aqui nem na Índia. Também não é ruim, mas não acho essa maravilha toda, com o roteiro estruturado em cima de coincidências convenientes e forçações de barra. O filme já ganhou um monte de Oscars, não precisa de mim pra ser defendido. A gente pode "ousar" não gostar, né?

  8. Wendel Wonka Diz

    o filme do Danny Boyle não é Bollywood nem aqui nem na Índia. [2]

    mas o filme não é ruim, ams tb não é isso td q falam! xD

    Acho vacilo todo mundo ficar resmungando dos erros do Oscar e transmissão. Nós ligamos o sap e vimos sem comentários (Y). Daqui há 1 ano, todo mundo esquece as frescuras do ano anterior e assiste de novo.

    E foi EPICWIN (ou seria FAIL?) o True Grit sair sem nada! HAHAHAHHAHA

  9. Fabricio Carlos Diz

    Concordo com o João: otimas companhias de cerimonia…

    erros de transmissão, bom é normal era ao vivo… mas teve coisa q foi grotesca…

    minha cisma é só o premio de direção e melhor filme para Discurso do Rei… foi patética a falta de coragem e conservadorismo da Academia…

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.