Cinema por quem entende mais de mesa de bar

W.E. O Romance do Século

O que esperar de W.E. O Romance do Século? Será que a rainha do Pop Madonna irá ganhar Mais uma Framboesa de Ouro? Sinceramente, dessa vez não.  O filme conta a história de Wallis Simpson e Edward 8° – aliás, foi ele quem deixou o trono para o irmão gago. É só lembrar o filme “O Discurso do Rei”.

Pelo trailer, até tava indo tudo de forma razoável: uma fotografia que deixa o filme com a cara do cinema europeu, um roteiro clichê baseado em uma história de amor até que conhecida e um drama que chama a atenção da mulherada. É difícil eu querer assumir isso, mas o filme até que conseguiu me agradar um pouco. Sou mulher e posso gostar dessas coisas.

- Advertisement -

O filme conta duas histórias de mulheres que vivem em diferentes épocas. As duas se chamam Wallis: uma é a que levou o Rei Edward à abdicação do trono, a outra é uma mulher moderna que vive obcecada pela história da plebéia que inspirou sua mãe a batizá-la com o mesmo nome.Os fatos se cruzam o tempo todo: ambas abandonam os respectivos maridos por diversos motivos, contornam a situação e chegam aonde querem. Simples e fácil de compreender.

O que falta no filme é a emoção que a história poderia ter proporcionado. Não acho que foi mérito do elenco, eles mandaram bem. Será a adaptação do roteiro ou a culpa é da história mesmo?

Tecnicamente falando, é um filme bonito de se ver. Elenco, fotografia, ângulos de filmagem, edição, figurinos, maquiagem, trilha sonora… Não tenho o que reclamar, a rainha do pop mandou bem nessa parte.

É importante deixar bem claro que o filme é voltado ao público feminino. Tenho certeza que o meu marido odiaria assisti-lo.

Título original: W.E.

Direção: Madonna

Produção: Harvey Weinstein

Roteiro: Madonna e Alek Keshishian

Elenco:  Abbie Cornish, James D’arcy, Andrea Riseborough, Oscar Isaac, Richard Coyle e David Harbour.

Lançamento: 2012

Nota:

Comentários estão fechados.