Cinema por quem entende mais de mesa de bar

30 Melhores Filmes de 2019

Um ano surpreendente para os críticos de plantão.

#10 Dor e Glória

melhores filmes de drama de 2019 - dor e glória(Dolor y Gloria, Pedro Almodovar, 2019) Escrito e dirigido pelo prestigiado Pedro Almodóvar, Dor e Glória é um bonito drama com toques autobiográficos.

Numa atuação fantástica de Antonio Banderas, conhecemos um diretor de Cinema que passa por um período de baixa criativa e reflete sobre as escolhas que fez. Outros três atores que fazem um belo trabalho são Asier Etxeandia, Leonardo Sbaraglia e Penélope Cruz, ajudando a compor um quadro sensível que visita a infância de Salvador Mallo para nos ajudar a entender sua vida adulta. (Marcelo Seabra, do blog O Pipoqueiro)

- Advertisement -

Recomendado para quem gosta de: Pedro Almodovar, processo criativo


#9 Fora de Série

melhores filmes de 2019 - booksmart(Booksmart, Olivia Wilde, 2019) Na véspera da formatura, duas estudantes percebem que deveriam ter estudado menos e se divertido mais. Elas tomam a incrível decisão de compensar tudo que não viveram em anos em apenas uma noite, que promete ser inesquecível.

Olivia Wilde estreia na direção em um filme que, sem dúvidas, entrará para as listas de melhores produções adolescentes já feitas. Algo similar a longas como Superbad, Clube dos Cinco e Curtindo a Vida Adoidado.

O diferencial aqui é que temos um roteiro com duas mulheres protagonistas, em uma história sobre descobertas e medos, cheia de humor e quebras de estereótipos.

Além disso tudo, é um filme que abraça a diversidade e merece todos os pontos do mundo por não fazer isso de maneira forçada, mas simplesmente de maneira natural, como deveria ser. (Dani Pacheco)

Recomendado para quem gosta de: Filmes dirigidos por mulheres; Olivia Wilde; Versão feminina de Superbad


#8 Midsommar – O Mal Não Espera a Noite

poster midsommar(Midsommar, Ari Aster, 2019) Após o sucesso de crítica do brilhante Hereditário, o novo filme de Ari Aster era, com certeza, um dos mais aguardados deste ano, e o diretor não decepcionou em sua nova produção, nos presenteando com um dos melhores, mais marcantes e inovadores filmes do ano.

Em Midsommar, acompanhamos a história de Dani Ardor (Florence Pugh), que depois um uma tragédia familiar tenta superar seus traumas e estreitar os laços de sua relação com o namorado. Ela o acompanha a uma viagem para a Suécia, em que junto a amigos vão presenciar os costumes de uma comunidade ancestral nas celebrações de solstício de verão. As coisas porém começam a ficar estranhas conforme os jovens testemunham as bizarras e sinistras tradições daquelas pessoas.

Tratando de temas como depressão, superação de traumas e relações interpessoais, o filme é muito mais complexo do que apenas uma assustadora história de suspense sobre um culto. Aqui temos uma obra corajosa, com sua cinematografia brilhante de cores vivas e escolhas ousadas, como a de obter a sensação de medo e claustrofobia mesmo durante a manhã e em ambientes abertos. Por conta de sua bela e brutal concepção artística e do questionamento de como lidamos com a cultura alheia, Midsommar é um filme de terror que nos mostra a versatilidade do gênero e como ainda é possível inovar em termos de cinema. (Lucas Siqueira)

Recomendado para quem gosta de: Hereditário; Filmes de terror para te fazer cagar tijolos; Cenas de violência gráfica perturbadoras; Filmes sobre rituais e seitas religiosas louconas; The Wickerman


#7 Nós

(Us, Jordan Peele, 2019) Tem gente que está até agora digerindo, apesar das inúmeras referências, que vão de “Thriller” do Michael Jackson a “Funny Games” do Haneke, Jordan Peele criou um filme de terror diferente de tudo que já vi. Ele fez uma obra que assusta, diverte, entretém e faz pensar, pacote completo.

Melhor desempenho de Lupita Nyong’o até agora, a cena que ela diz “nós somos americanos” é de arrepiar…por vários motivos. O negócio do “Hands Across America” é genial. Não paro de ouvir “I Got 5 On It” desde então. Filmaço. (Marcelo Palermo)

Recomendado para quem gosta de: Terror psicológico


#6 Rocketman

poster rocketman(Dexter Fletcher, 2019) Dirigido por Dexter Fletcher e estrelado por Taron Egerton (a dupla havia trabalho junto em Voando Alto), Rocketman é um musical fantasioso que apresenta para o público a história do cantor Elton John e sua trajetória cheia de altos e baixos.

Uma comparação direta com Bohemian Rhapsody seria injusta. Rocketman é muito mais cinema. A obra sobrevive além do mito do protagonista e do sucesso das músicas, ao contrário do que assistimos na homenagem ao Queen. Se não fosse a sensação gostosa de acompanhar a criação de tantas canções icônicas, Bohemian Rhapsody teria apenas a (superestimada) atuação de Rami Malek para se apoiar.

Rocketman é um musical sem vergonha de ser feliz. Mais que a vida do cantor, o filme do Elton John é também uma obra sobre depressão, sobre realizar seus sonhos superando a autosabotagem. Quando digo que essa é a melhor coisa de 2019 nos cinemas, não é a toa. Preparem os lenços e se joguem!.

Recomendado para quem gosta de: Elton John