Cinema por quem entende mais de mesa de bar

10 CDs para presentear neste Natal

Recebemos o amigo John Pereira, do site Audiograma, recomendando 10 CDs para dar de presente nesse Natal:

O fim do ano chegou e, como estamos acostumados, é a famigerada hora dos presentes. Seja no Natal ou para o amigo-oculto, as suas chances de abrir a carteira ou passar o cartão de crédito para adquirir algum presente aumentam consideravelmente nesse período. Nada melhor do que ter algumas dicas para fazer isso da melhor forma possível, certo?

Ao contrário do que muita gente pensa, dar CDs de presente ainda está na moda. É uma boa forma de agradar aquela pessoa que você conhece e gosta muito de música. Ainda que os serviços de streaming estejam presentes para facilitar a nossa tarefa de ouvir nossas músicas preferidas, muitos são aqueles que ainda são apaixonados pela tarefa de retirar um plástico protetor, abrir com cuidado, folhear um encarte e colocar aquele disco em algum sistema de som para ouvir.

- Advertisement -

Pensando nisso, separei dez CDs que fazem parte da minha prateleira e que eu indico como bons presentes para você que ainda acredita na força do CD ou sabe que a pessoa que você presenteará é, assim como eu, apaixonada por esse tipo de agrado.

—–

01. Michael Jackson – Thriller

michael_jackson_-_thriller
Só o fato de ser um dos clássicos da carreira do Michael Jackson já seria motivo suficiente para você escolher o Thriller como um bom presente. Lançado em 1982, o disco ganhou algumas versões especiais ao longo da vida e, se você escolher a Special Edition (2001) ou a Thriller 25 (2008), pode agradar bastante um fã pelo material especial presente nessas versões.

02. Silverchair – Neon Ballroom

280px-neon_ballroom

Neon Ballroom é o disco que colocou o Silverchair na cabeça de 9 entre cada 10 jovens no mundo graças as faixas “Ana’s Song” e “Miss You Love”. Pode ser a aposta perfeita para você que quer acertar em um presente especial para alguém especial, tendo em vista que essas músicas acabaram entrando em diversas listas românticas mundo afora. Mas não é só isso: O disco é bom, tem um trabalho de encarte legal e até você vai querer ficar ouvindo junto e acompanhando as letras por lá.

03. Elton John – Goodbye Yellow Brick Road

rsz_elton_john_goodbye-yellow_brick_road_0

Um dos mais incríveis álbuns de Elton John completou quarenta anos em 2014. Com isso, Goodbye Yellow Brick Road ganhou uma edição especial composta por dois discos. No primeiro, as 17 faixas tradicionais do disco. No segundo, uma edição especial composta por faixas ao vivo gravadas no Hammersmith Odeon em 1973 e por versões especiais de músicas como “Candle in the Wind”, “Bennie and the Jets” ou “Goodbye Yellow Brick Road” cantadas por Ed Sheeran, Emeli Sandé, Miguel e Fall Out Boy, para citar alguns convidados. Se a pessoa gosta de Elton John, é a pedida quase que ideal.

04. Green Day – Dookie

green_day_-_dookie_cover
Dookie é um dos álbuns mais legais do Green Day e isso se reflete em seu encarte especial. A parte interna é toda em preto e branco e, além das letras, é composta por várias ilustrações feitas por Richie Bucher. Fora isso, é no Dookie que tem as músicas: “Longview”, “Welcome To Paradise”, “Basket Case”, “She” e “When I Come Around”. Tá bom ou quer mais?

05. Aerosmith – Nine Lives

aerosmith_nine_lives
Não dá pra falar em ilustração em CDs sem falar de Nine Lives. O Aerosmith lançou esse disco em 1997 e o seu encarte é uma das melhores produções gráficas que eu tive a oportunidade de adquirir até hoje. Contando com a capa, o encarte conta com 12 criações de Stefan Sagmeister e, num primeiro momento, elas podem ser só artes legais… mas cada imagem presente no encarte contem uma versão menor da anterior, sendo que na capa temos a presença da última imagem, o que cria um loop infinito sensacional. Dá pra se divertir com isso ouvindo “Hole In My Soul”, “Full Circle”, “Pink” e “Falling In Love (Is Hard On The Knees)”.

06. Skank – Samba Poconé

o-samba-pocone-1996

Agora em outubro, o Skank lançou uma edição especial de um dos seus álbuns clássicos. O Samba Poconé completou 20 anos e ganhou uma versão comemorativa repleta de demos, gravações ao vivo e novas mixagens de suas 11 faixas. É outro disco também que tem uma arte gráfica bem legal criada pelo Gringo Cardia e com pinturas de José Robles. Se a pessoa gosta de Skank, entregue o dinheiro na loja mais próxima.

07. Paul McCartney – Kisses On The Bottom

paul_mccartney_kisses_on_the_bottom_cover

Kisses On The Bottom é o 15º álbum de estúdio lançado por Paul McCartney. O trabalho saiu em 2012 e é composto basicamente por versões de clássicos do Pop e do Jazz somadas a duas faixas inéditas. O trabalho conta com colaborações de Diana Krall e John Pizzarelli, que fizeram parte da banda de gravação do disco, além de Eric Clapton e Stevie Wonder que também colaboraram no álbum. Ainda que não tenha as letras, o trabalho gráfico do disco também é interessante e mescla fotos do estúdio durante o processo de gravação com uma entrevista com McCartney feita por Paul Du Noyer. Se você ainda não se convenceu, é nesse disco que está a bela “My Valentine”. Agora vai, né?

08. Red Hot Chili Peppers – Blood Sugar Sex Magik

red_hot_chili_peppers_-_blood_sugar_sex_magik

Quem não gostaria de ganhar um dos principais discos do Red Hot Chili Peppers, hein? Lançado em 1991, o disco deu ao mundo os hits “Give It Away” e “Under The Bridge”, além de outras 15 músicas bem legais. Além das faixas, o trabalho gráfico produzido no encarte de Blood Sugar Sex Magik chama a atenção. Todas as fotografias e a direção do trabalho foram feitos por ninguém menos que o diretor Gus Van Sant (Gênio Indomável). O trabalho também conta com as letras de todas as 16 músicas originais (já que “They’re Red Hot” é uma regravação) escritas à mão por Anthony Kiedis e fotos de algumas das tatuagens de Kiedis, Flea, Chad Smith e John Frusciante.

09. Pearl Jam – No Code

pearljam-nocode

No Code é o quarto álbum de estúdio do Pearl Jam e o grande motivo pelo qual ele está nessa lista é o fato da capa do disco ser formada por um conjunto de polaroids que se transformam em um quadro especial. Vistas de longe, as polaroids da capa se “unem” dando a imagem de um triângulo com um globo ocular. O CD ainda conta com um set de nove polaroids que variam de acordo com a edição ou local aonde você adquiriu o disco. Existem 4 sets diferentes para o álbum e, nas polaroids, nós temos algumas das letras do disco. Não sei você, mas achei tudo bastante criativo e dá pra “viajar” muito ouvindo músicas como “Off He Goes”, “Red Mosquito”, “Present Tense” e “Sometimes”, entre outras.

10. Damien Rice – O

damien_rice_o_album_cover
Para fechar a lista, o álbum do Damien Rice que nos deu “The Blower’s Daughter” e “Cannonball”. Dedicado a um amigo do músico, o disco nos dá além das boas músicas todo um trabalho bonito em torno do seu encarte, com desenhos e pinturas de diversos artistas. Os desenhos acabam por “completar” algumas das dez faixas e, por toda a simbologia, pode ser um bom presente para se dar a alguém.