Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Globo de Ouro 2018: veja a lista de ganhadores!

Globo de Ouro também foi marcado pelo movimento Time’s Up.

Depois da onda de acusações que tomaram e ainda tomam conta das manchetes de jornais contra abusadores, estupradores e assediadores, era de se esperar que a temporada de premiações absorvesse tal escândalo. E foi exatamente isso que aconteceu ontem no Globo de Ouro e ainda vai acontecer em outros grandes eventos similares.

Todos convidados estavam de preto, sendo que algumas pessoas ainda carregavam em suas roupas um adesivo escrito “Time’s Up”, referente ao movimento criado este ano e compartilhado pelas mídias sociais no mundo todo. Além disso, atrizes como Meryl Streep, Emma Watson e Laura Dern estavam acompanhadas de ativistas de movimentos feministas e contra a violência à mulher, ao invés de amigos e parentes.

- Advertisement -

O monólogo de Seth Meyers foi recheado de ironias a respeito de Harvey Weinstein (produtor que desencadeou todo o movimento após matéria do New Yorker em outubro de 2017) e Kevin Spacey, assim como diversos outros momentos da noite que fizeram referência a tudo que tem acontecido, como discursos de vencedores e apresentadores de categorias. Geena Davis e Susan Sarandon, estrelas de Thelma & Louise (1993), também substituíram Casey Affleck no palco. O ator é outro alvo de acusações de assédio.

Confira, a seguir, algumas frases que marcaram a premiação:

Frances McDormand: “As mulheres que estão aqui esta noite não estão aqui pela comida. Estamos aqui pelo trabalho”.

Natalie Portman: “E aqui estão todos os indicados masculinos à categoria de Melhor Direção” (apesar de filmes aclamados dirigidos por mulheres em 2017, nenhuma delas foi reconhecida na premiação, entre elas Patti Jenkins, Dee Ree e Greta Gerwig).

Nicole Kidman: “A personagem que interpreto representa algo que está em voga agora – abuso. Eu acredito e espero que possamos trazer mudança por meio das histórias que contamos e da forma que as contamos. Vamos manter a discussão viva”.

Laura Dern: “Vamos ensinar às nossas crianças que manisfestar-se livremente, sem o medo de serem retaliadas, é o novo norte da nossa cultura”.

Reese Witherspoon: “Quero agradecer a todas que quebraram seu silêncio este ano e falaram sobre abuso e assédio. Vocês são muito corajosas. Esperamos que séries como esta – Big Little Lies – serão mais feitas para que pessoas que se sintam silenciadas por assédio, discriminação e abuso…a hora chegou. Nós vemos vocês, nós escutamos vocês e nós vamos contar suas histórias”.

Oprah Winfrey: “Quero que todas as garotas que estão nos assistindo agora saibam que um novo dia está no horizonte. E quando esse dia finalmente chegar, vai ser por causa de muitas mulheres magníficas – algumas estão aqui esta noite – e homens fenomenais que estão lutando duro para que elas se tornem as líderes que nos levem a um mundo no qual ninguém precise dizer #MeToo novamente”.

No que diz respeito aos vencedores das estatuetas, o destaque da cerimônia foi o longa Três Anúncios para um Crime. A produção levou a melhor nas categorias de Atriz de Drama, Ator Coadjuvante, Roteiro e Filme de Drama.

A Forma da Água, um dos principais candidatos ao Oscar, levou dois prêmios pra casa: trilha sonora e direção. O mesmo aconteceu com Lady Bird, que levou a melhor nas categorias de Filme Musical ou Comédia e Atriz de Musical ou Comédia. Os demais ganhadores foram bem divididos: Gary Oldman (O Destino de uma Nação), James Franco (Artista do Desastre), Allison Janney (Eu, Tonya) e a canção “This Is Me”, do filme O Rei do Show.

A animação Viva – A Vida é uma Festa é a favorita ao Oscar e foi reconhecida pela HFPA ontem à noite. Já na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, o drama Em Pedaços, da Alemanha, foi premiado. Lembrando que, em maio do ano passado, Diane Kruger foi eleita a melhor atriz do Festival de Cannes por sua performance no longa. Pode ser que ele seja um dos finalistas na corrida para a estatueta após mais uma vitória relevante, desta vez no Globo de Ouro.

Ainda não podemos fazer afirmações para a maior premiação do cinema porque temos o Critics’ Choice, SAG e BAFTA pela frente, especialmente o evento do Sindicato dos Atores. No entanto, acho que já ficou um pouco claro que a disputa de melhor atriz está entre Frances McDormand e Saoirse Ronan; melhor ator tem como favorito Oldman; atriz coadjuvante não dá pra saber muito bem ainda, mas Janney e Laurie Metcalf são as mais fortes na corrida; ator coadjuvante ainda tem Willem Dafoe apontado pela imprensa como favorito, mas Sam Rockwell ganhou força com o prêmio. O SAG provavelmente vai dar uma luz considerável na disputa de atuação em geral.

Em relação aos roteiros, é difícil escolher agora, pois Três Anúncios para um Crime levou a melhor e foi esnobado pelo WGA (Sindicato dos Roteiristas). Eu, pessoalmente, acho difícil vê-lo de fora do Oscar por causa das críticas e bilheterias excelentes e da campanha forte que está sendo feita pela Fox Searchlight. Porém, vai ser uma competição bem complexa com Lady Bird e Corra!. Já entre os roteiros adaptados vejo Me Chame pelo seu Nome como o favorito (o romance está seguindo passos bem similares aos de Manchester à Beira-Mar).

Na direção, Guillermo del Toro aparece como principal candidato, mas é melhor esperar o DGA (Sindicato dos Diretores) revelar os indicados pra ver quem será a maior concorrência do mexicano. Christopher Nolan é o segundo favorito no momento, por seu trabalho em Dunkirk.

Confira a lista completa de vencedores do Globo de Ouro (cinema) a seguir!

 

MELHOR FILME – DRAMA

Três Anúncios para um Crime

MELHOR ATRIZ – DRAMA

Frances McDormand – Três Anúncios para um Crime

MELHOR ATOR – DRAMA

Gary Oldman – O Destino de uma Nação

MELHOR FILME – COMÉDIA OU MUSICAL

Lady Bird

MELHOR ATRIZ – COMÉDIA OU MUSICAL

Saoirse Ronan – Lady Bird

MELHOR ATOR – COMÉDIA OU MUSICAL

James Franco – O Artista Desastre

MELHOR ANIMAÇÃO

COCO

MELHOR FILME ESTRANGEIRO

Em Pedaços (Alemanha/França)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Allison Janney – Eu, Tonya

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Sam Rockwell – Três Anúncios para um Crime

MELHOR DIRETOR

Guillermo del Toro – A Forma da Água

MELHOR ROTEIRO

Martin McDonagh – Três Anúncios para um Crime

MELHOR TRILHA SONORA

Alexandre Desplat – A Forma da Água

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

“This Is Me” — O Rei do Show

 

Comentários