Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Menu do Mês: lançamentos de março de 2018

Dani Pacheco fala sobre os principais lançamentos de março de 2018

Março é o mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher (temos que celebrar as mulheres todos os dias, mas enfim). Coincidentemente, é um mês que, este ano, está cheio de mulheres interpretando personagens fortes e batalhadoras.

Jennifer Lawrence é uma agente misteriosa em Operação Red Sparrow; Alicia Vikander é a nova Lara Croft em Tomb Raider; e Diane Kruger perde o marido e filho no alemão Em Pedaços. Aventura e emoção não vão faltar nas telonas!

Além delas, teremos os novos filmes de Steven Spielberg e Ava Duvernay e o aguardadíssimo Com Amor, Simon, dos produtores de A Culpa é das Estrelas. Se você ainda não tem uma programação, confira a seguir a lista que preparamos e boa sessão!

 

- Advertisement -

Projeto Flórida

Estreia: 1º de março

De Sean Baker

Após o aclamado Tangerina em 2015, Baker retorna com uma história que conquistou diversos festivais no ano passado. História protagonizada por crianças que nos contagiam com sua alegria de viver e um Willem Dafoe que recebeu indicação ao Oscar merecidamente.

Operação Red Sparrow

Estreia: 1º de março

De Francis Lawrence

Jennifer Lawrence é uma espiã russa em um suspense que deve agradar os fãs do gênero. Ela não é nenhuma Charlize Theron em Atômica, mas parece que acertou no sotaque e convence no papel principal. Ao seu lado, um elenco de peso, que inclui Joel Edgerton, Charlotte Rampling e Jeremy Irons.

15h17 – Trem para Paris

Estreia: 8 de março

De Clint Eastwood

Em seu novo filme, Eastwood escalou três soldados reais para interpretarem a si mesmos em adaptação sobre um ataque terrorista fracassado em 2015. O ato heroico dos americanos não tem sido lá essas coisas nas bilheterias do Tio Sam, mas pode ser uma boa escolha pra quem gosta do gênero.

Em Pedaços

Estreia: 15 de março

De Fatih Akin

O filme não chegou à lista final do Oscar, mas coleciona prêmios como o Globo de Ouro e o Critics’ Choice de melhor produção estrangeira. E pra quem gosta de atuações impactantes, eis uma que com certeza vai tocar qualquer um que assistir ao drama: Diane Kruger. A alemã não venceu o prêmio de melhor atriz no Festival de Cannes à toa; ela está impecável na triste história de uma mulher que perde marido e filho em um atentado terrorista.

Tomb Raider – A Origem

Estreia: 15 de março

De Roar Uthaug

Nem parece mas já fazem 18 anos que Angelina Jolie chegava às telonas como Lara Croft. Agora, ela deu lugar à Alicia Vikander em um novo reboot de um dos jogos de videogame mais populares do mundo. Será que o longa vai repetir o sucesso de outra franquia protagonizada por uma personagem feminina, no caso, Resident Evil? Ou vai ser mais uma vítima da maldição dos videogames?

Com Amor, Simon

Estreia: 22 de março

De Greg Berlanti

A história de um adolescente gay que começa a se aceitar e se assumir para o mundo tem tudo pra ser um sucesso: um tema central relevante e em voga; um elenco carismático, que inclui Katherine Langford (13 Reasons Why) e Nick Robinson; e os produtores de A Culpa é das Estrelas. Sim, vamos ver sim!

Círculo de Fogo – A Revolta

Estreia: 22 de março

De Steven S. DeKnight

Cinco anos depois de Círculo de Fogo, a continuação finalmente chega aos cinemas. Não tem Charlie Hunnam, mas tem John Boyega, nosso querido Finn de Star Wars. O primeiro filme não foi lá essas coisas nas bilheterias, não é à toa que o novo levou tanto tempo pra ser lançado. A pergunta que fica é: a estrela de Boyega e as cenas de ação vão atrair os espectadores?

Jogador Nº1

Estreia: 29 de março

De Steven Spielberg

Como não criar expectativas para o novo filme de Spielberg? Baseado no best-seller de Ernest Cline, o filme é ambientado em 2045 e acompanha as aventuras de um jovem rapaz (Tye Sheridan) que é apaixonado pelos anos 80. Vamos ver como o ator vai se sair em seu primeiro papel de protagonista em uma grande produção hollywoodiana!

Uma Dobra no Tempo

Estreia: 29 de março

De Ava DuVernay

Filme da Disney se resume a muita magia, aventura e emoção de sobra. Aqui, temos uma história comovente de uma garota que vai atrás do pai no espaço, depois que ele desaparece misteriosamente. Outro destaque: quem dirige é DuVernay, que não comanda um longa-metragem desde Selma (2014).

 

Comentários