Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Review: Fargo s02e09 – “The Castle”

O Cinema de Buteco adverte: o review a seguir possui spoilers e deverá ser apreciado com moderação.

FARGO THE CASTLE

OK. O showrunner de Fargo Noah Hawley definitivamente sabe contar uma história. E essa segunda temporada de Fargo se confirma cada vez mais como uma das principais atrações da televisão em 2015. Assim como aconteceu com a sua temporada de estreia no ano passado.

No entanto, a grande diferença que a primeira trama nos prendeu desde o primeiro episódio com um ritmo alucinante. O segundo ano é totalmente ao contrário (e mais eficiente), já que trabalhou lentamente para deixar todos os personagens em rota de colisão e fazer com que seus telespectadores fiquem boquiabertos com as reviravoltas e surpresas nesses três últimos episódios que antecedem a season finale na próxima semana.

- Advertisement -

Sobre cada um dos três últimos episódios, eu digo apenas: puta merda! Sobre “The Castle”, simplesmente o melhor da temporada disparado e possivelmente capaz de vencer até “Hardhome”, única coisa realmente arrepiante do quinto ano de Game of Thrones. Uau.

Com narração de Martin Freeman, “The Castle” finalmente fala sobre o lendário Massacre de Sioux Falls mencionado na primeira temporada. Tudo começa com uma narração em off e com a câmera dando um close no livro The Big Book of True Crime in the Midwest. Desta vez estava claro desde o começo o que seria abordado. Foi o suficiente para garantir nossa atenção a medida em que os agentes da lei começavam a descansar e os Gerhardts se aproximavam seguindo uma falsa pista do traidor Hanzee.

Hanzee se afasta de vez do selo de capanga principal do vilão para trilhar seu caminho solo e imprevisível. A partir de suas escolhas no episódio anterior, ao dar aquele tiro na cabeça de Dodd, Hanzee evoca o matador Anton Chigurh​, de Onde os Fracos Não Têm Vez. Agora ele se torna um homem a se temer e que não responde a ninguém. Quem poderia imaginar que um coadjuvante de luxo pudesse se tornar o elemento principal do desfecho da temporada?

A surpreendente morte de Floyd e o momento de fúria em que Bear descobre a traição são os pontos principais de “The Castle”. Uma pena que o duelo do urso com o índio tenha sido impedido pela intervenção de Lou, que nunca imaginou que alguém pudesse resistir a tantos tiros e ter tamanha força para liquidar seus oponentes. Ou pelo menos assim seria, caso não fosse a intervenção UFO que a temporada deu tantas pistas. É um momento para nos deixar completamente WTF? e rezar para a semana que vem chegar num piscar de olhos.

Comentários