Review: Prison Break s05e06 – Phaeacia

O mundo lá fora é uma prisão sem grades e, para quem está fugindo, a felicidade é um oásis no deserto. Só para resumir. Vamos à análise.

Phaeacia

Neste episódio, deixamos Saná e a guerra para trás e pegamos estrada rumo ao deserto total. Os fugitivos pedem ajuda a Omar para sair da cidade. O traíra indica um estacionamento onde há um carro para eles. Ao chegarem, caem em mais uma emboscada. Impressionante! Confiar nesse cara é como pedir para um gato vigiar uma casa.

Por falar em traíra, é muito curioso a Sheba usar o celular do C-Note para ligar para o Lincoln, sem um motivo plausível e, em seguida, os capangas de Poseidon rastrearem a ligação instantaneamente. Pareceu muito premeditado. Não se faz contato, do nada, com alguém que está fugindo. Ainda mais em Prison Break. Não sei, não, mas essa areia é movediça, viu?

Pedra Branca

No deserto, o clã é monitorado por um drone que mais parece um míssil. Eles param em um posto para abastecer e Michael usa o computador do local para enviar uma foto daqueles “zoião” tatuados na palma da mão. Os terroristas que os alcançam são todos mortos, mas ainda há o mais trouxa deles: o caolho virjão.

Querendo mostrar serviço, ele persegue Scofield e cia por muito tempo, suficiente para os fugitivos se preocuparem com o combustível restante. Como no deserto não havia nem posto nem conveniência, bolaram um plano para despistá-lo. O azarado que tirasse a pedra branca, tava fu… digo, era o responsável pela ação. Michael foi o escolhido.

Ele até tentou despistar facilmente, mas o caolho que, parecia ter o QI de uma ameba, deu canseira. Até o nosso gênio criar uma armadilha para o terrorista, se atracar com ele e cegar seu outro olho. Na saída, Scofield ainda foi atingido pelo agora ceguinho criminoso. Mesmo assim, segue vagando pelo deserto, na procura por seu irmão e amigos.

A noite cai e, com as luzes dos fogos de artifício, Lincoln acha o tatuado rastejando na areia, em Phaeacia. Incrível! Encontrar o Michael em Prison Break é mais fácil que achar gente fazendo propaganda no Instagram. Ponto negativo: ele foi atingido com anticongelante. Ponto positivo: ele nunca morre, claro.

Os gregos explicam

Na história, Odisseu, que estava a caminho de Tróia, se desembarcou em uma praia de Phaeacian (Feácios) após sair de Ogígia. Ele naufraga após uma tempestade criada por Poseidon (Deus do Mar e, aqui, marido de Sara). Se assim for, os roteiristas fizeram de Michael Scofield um Odisseu nesta temporada? Assim veremos (quando ele acordar) no próximo episódio. Até lá.

Walter Riedlinger

Jornalista. Palmeirense fanático e Pé vermelho com orgulho. Escrever e cantar são minhas paixões.