Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Review: The Walking Dead S06E13 – “The Same Boat”

O Cinema de Buteco adverte: o texto a seguir possui spoilers e deverá ser apreciado com moderação.

The Walking Dead - Same Boat

UAU.

- Advertisement -

Me atrai muito acompanhar evolução e mudanças nos personagens. Por esse motivo que me apaixonei por Breaking Bad, afinal cada um dos protagonistas desempenhou um papel diferente ao longo do tempo. Todos se transformaram para o bem ou para o mal. Sabemos que The Walking Dead não é uma série com o mesmo potencial dramático de Breaking Bad, mas não significa que isso não seja trabalhado na narrativa.

Carol é um exemplo perfeito disso e “The Same Boat” explicita todo o caminho que ela percorreu até hoje. Se no episódio anterior ela aparece contando (e com o maior remorso) o número de humanos que assassinou, desta vez ela escancara para os telespectadores que o discurso do bem de Morgan “bateu” nela. Carol passou a encontrar opções num confronto com outra pessoa e a morte deixou de ser uma necessidade, ao contrário de todos os outros sobreviventes. Carol iniciou The Walking Dead como uma vítima de um relacionamento abusivo e era apenas o esboço de uma mulher. Com o passar dos anos se tornou uma líder impetuosa e capaz de tudo. Agora, nessa sexta temporada, temos o auge do seu amadurecimento com o arrependimento por alguns excessos, digamos assim, do passado. Os produtores estão dando um show nesse arco e isso me faz temer pela possibilidade da personagem ser uma das vítimas de Negan no futuro…

(Aliás, Carol faz uma encenação incrível de figura vulnerável e amedrontada! É uma atuação fascinante de Melissa McBride!)

Os Salvadores recebem um pouco mais de atenção. Conhecemos quatro deles e logo de cara há um diálogo que chama muito a atenção: “Nós vamos atacar? Eles estão em X número. Nós já lidamos com coisa pior antes.” Ou seja, uma prova de que o grupo de Negan é exatamente como os sobreviventes de Rick. Ou até piores. Mas demonstram possuir a mesma soberba de Rick ao se acharem imbatíveis… E que forte esse conceito de “Todos somos Negan”, hein? Isso remete ao Cavaleiro das Trevas, de Chris Nolan, em que o Batman era uma “ideia” e não apenas um homem. Poderoso.

“The Same Boat” talvez seja um dos meus episódios favoritos desta temporada e até mesmo da série. E tudo isso por conta da atuação de McBride e o desenvolvimento perfeito de sua personagem ao longo de The Walking Dead.

Comentários