Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Entrevista: Murilo Salles – Mostra de SP

Murilo Salles
Murilo Salles

Diretor, roteirista e produtor, o carioca Murillo Salles esteve presente na 38ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, onde apresentou dois longas-metragens, O Fim e os Meios e Aprendi a Jogar com Você, documentário sobre o cantor e produtor musical amador DJ Duda, um retrato do brasileiro simples e lutador que “se joga” no mercado informal em busca de melhores condições de vida para si mesmo e para a família. Ao final da sessão, Salles gentilmente me recebeu para a breve entrevista que você lê abaixo.

“Aprendi a Jogar com Você” não é só sobre o DJ Duda, mas sobre todo um estilo de vida bastante comum em nosso país. Esse era o seu objetivo desde o começo do projeto?

- Advertisement -

Sem dúvida. Assim como o Duda, há centenas de milhares de brasileiros e brasileiras que, ao invés de passarem a vida em um emprego certinho, de carteira assinada, com salário fixo, vale refeição, vale transporte, décimo terceiro e férias anuais, decidem se arriscar na chamada informalidade, aspirando uma condição econômica que sua falta de estudo muitas vezes não permite de uma maneira mais, digamos, tradicional. E é justamente isso que me chamou a atenção naquele sujeito, que teve a coragem de fazer algo que, muito provavelmente, eu e você não teríamos. Quantos jornalistas, professores ou vendedores você conhece que abriram mão de certa estabilidade – ou melhor, de certa ilusão de estabilidade – e arriscaram tudo para tentar realizar um sonho? Eu não conheço muitos.

Eu também não. Mas, então, como foi o processo de encontrar o seu protagonista? Ele que veio até você ou você que, com a ideia de abordar esses temas em mente, saiu em busca de um rosto para representá-las?

Nós que fomos atrás. Desde que tive a ideia para o filme, eu queria um cara que tivesse essa ginga, essa capacidade absurda de comunicação e persuasão, que “metesse as caras” e “se jogasse no mundo” com uma ousadia que a maioria de nós não teria. E nós rodamos o Norte, o Nordeste e o Centro-Oeste do país até que achamos o Duda no interior de Goiás, quando já estávamos há um bom tempo na estrada. É claro que nós entrevistamos muita gente e já tínhamos alguns candidatos, tínhamos feito muitos vídeos e entrevistas, mas ainda não estávamos 100% seguros acerca de ninguém – até que o Duda apareceu em nosso caminho e desde então nós sabíamos que era ele.

E quanto tempo durou esse processo todo?

Olha, da ideia inicial ao fim da pós-produção, o filme levou cerca de três anos para ser produzido.

Todos nós sabemos que a fase mais difícil ainda está por vir, que é a luta para fazer o filme chegar até o público. Como vencer as dificuldades de distribuição no Brasil, que são ainda maiores no caso dos documentários?

Essa é uma pergunta que todos nós ainda estamos tentando responder. Eu já fico muito feliz de ver meu filme sendo exibido em festivais importantes como o Festival do Rio e agora a Mostra de São Paulo. Mas vamos seguir batalhando. Quem sabe o Duda não nos sirva d eexemplo, não é mesmo?

Aprendi a Jogar com você
Aprendi a Jogar com você

Confira também a crítica do filme.

Aprendi a Jogar com Você ainda não tem previsão de estreia no circuito comercial.