Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Green Book: O Livro Guia vence o PGA

Filme ganha força na corrida ao Oscar após levar o prêmio do Sindicato de Produtores.

Aconteceu ontem, 19 de janeiro, a 30ª edição do Producers Guild Awards, prêmio do Sindicato dos Produtores da América. Desta vez, quem levou a melhor na principal categoria da sétima arte foi Green Book: O Livro Guia.

O filme de Peter Farrelly repetiu o êxito de longas como A Forma da Água, La La Land, A Grande Aposta e Birdman e ganhou força na corrida para o Oscar de Melhor Filme. Afinal, nos últimos dez anos, oito dos títulos agraciados na cerimônia acabaram levando pra casa a estatueta.

Lembrando que o longa ainda foi indicado ao WGA e DGA, sindicatos dos roteiristas e diretores respectivamente, ao BAFTA de melhor filme, ator, ator coadjuvante e roteiro, e ao SAG de ator e ator coadjuvante. Green Book já foi premiado com o Globo de Ouro de ator coadjuvante, roteiro e filme de comédia, e com o Critics’ Choice de ator coadjuvante. Mahershala Ali tem tudo para adicionar um segundo Oscar à prateleira.

- Advertisement -

Será que a Academia vai ceder aos encantos do filme também? A Favorita, Roma e Nasce uma Estrela também são fortes candidatos na maior categoria da premiação.

Entre as animações, Homem-Aranha no Aranhaverso foi o grande destaque do PGA. Após vencer o Globo de Ouro e o Critics’ Choice e ainda disputar sete categorias no Annie, Oscar da animação, a produção vem se mostrando a grande favorita à estatueta em fevereiro. Na última década, sete ganhadoras do PGA acabaram repetindo a dose no Oscar.

E aí, quais são as suas apostas? O PGA confirmará seu posto de maior termômetro das duas categorias? Uma coisa é fato: o prêmio de melhor filme ainda é uma total incógnita.