Cinema por quem entende mais de mesa de bar

2012 – O Ano da Profecia

Ok. Sempre que vejo um clássico do cinema trash, me sinto na obrigação de dizer que essa é a minha maneira de compartilhar experiências no blog. Nada melhor que ter aquela pessoa que perde o tempo assistindo aos filmes mais toscos já feitos na história do cinema! Normalmente consigo fugir desses títulos, mas de vez em quando é inevitável. É o caso de hoje. Vi o tal do 2012 para download e já me empolguei todo achando que era o tal filme novo do diretor do Independence Day. Há. Me fodi.

Em partes era o filme mesmo, mas sabe quando existe um produto para a classe A e outro para a classe D? Pois é assim que posso classificar o tal do 2012 – O Ano da Profecia. A introdução é digna de uma sequência do também clássico Anaconda, incluindo até a trilha sonora bizonha. Provavelmente foi um filme feito para a televisão norteamericana, o que assusta mais ainda. Olha o nível das coisas que aquela galera consome (maoe! eu não acabei de ver esse filme? não necessariamente. no meio tempo vi um vídeo erótico no meu e.mail, atendi o telefone e decidi adiantar uns 20 minutos). Não corram o risco de serem enganados com as versões paraguaias dos blockbusters. Já aconteceu antes e sempre vai acontecer, enquanto houver mkt envolvido.

- Advertisement -

De qualquer forma, serviu de aquecimento para o filme “desastre” do Emmerich. Vamos aguardar!

Comentários