2012 – O Ano da Profecia

Ok. Sempre que vejo um clássico do cinema trash, me sinto na obrigação de dizer que essa é a minha maneira de compartilhar experiências no blog. Nada melhor que ter aquela pessoa que perde o tempo assistindo aos filmes mais toscos já feitos na história do cinema! Normalmente consigo fugir desses títulos, mas de vez em quando é inevitável. É o caso de hoje. Vi o tal do 2012 para download e já me empolguei todo achando que era o tal filme novo do diretor do Independence Day. Há. Me fodi.

Em partes era o filme mesmo, mas sabe quando existe um produto para a classe A e outro para a classe D? Pois é assim que posso classificar o tal do 2012 – O Ano da Profecia. A introdução é digna de uma sequência do também clássico Anaconda, incluindo até a trilha sonora bizonha. Provavelmente foi um filme feito para a televisão norteamericana, o que assusta mais ainda. Olha o nível das coisas que aquela galera consome (maoe! eu não acabei de ver esse filme? não necessariamente. no meio tempo vi um vídeo erótico no meu e.mail, atendi o telefone e decidi adiantar uns 20 minutos). Não corram o risco de serem enganados com as versões paraguaias dos blockbusters. Já aconteceu antes e sempre vai acontecer, enquanto houver mkt envolvido.

De qualquer forma, serviu de aquecimento para o filme “desastre” do Emmerich. Vamos aguardar!

  • João

    hsuahsuahs
    tt… só vc… MESMO!

Tullio Dias

Dizem que sou legal, mas eles estão mentindo só para me agradar. Gosto de Molejo, acho Era Uma Vez no Oeste uma obra-prima, prefiro baixo de quatro cordas do que os de cinco, tenho um MBA de MKT Digital e um curso de Publicidade, não tenho filhos, não tenho um coração, mas me derreto por caipirinhas.