Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Além da Escuridão – Star Trek

além da escuridão - star trek enterprise

JORNADA NAS ESTRELAS É UMA DAS MAIORES FRANQUIAS DA HISTÓRIA. Além da Escuridão – Star Trek se passa pouco depois do filme de 2009, dirigido também pelo J.J. Abrams. Contanto com esse último, já são 12 filmes no total. Além das seis séries de televisão. A franquia sempre foi conhecida por tratar de questões sociais como, por exemplo, o primeiro beijo inter-racial da história da televisão americana, que aconteceu durante um episódio de Star Trek.

Quando Gene Roddenberry criou a franquia, ele não só criou uma série de ficção científica, mas sim um prisma para a humanidade que desejamos ser. Um mundo mais igual e humano. A federação é uma organização pacífica e que busca explorar novos mundos, procurar novas vidas e novas civilizações, indo audaciosamente onde nenhum homem jamais esteve. Roddenberry não se referia apenas à missão dos tripulantes da Enterprise, mas também aos terráqueos, o futuro de Star Trek era um futuro idealizado para a própria humanidade, não o futuro que estamos indo, mas o futuro que deveríamos ir.

- Advertisement -

Sendo da franquia que é, naturalmente esse novo filme tem um pensamento antibelicista que dialoga com o contexto internacional atual. O longa-metragem, depois de alguns incidentes se foca na captura e morte sem julgamento do vilão que é representado magnificamente por Benedict Cumberbatch (O Espião Que Sabia Demais). Um indivíduo que faz um atentado terrorista e foge para uma área de um planeta inimigo, e o povo atacado vai em uma missão para matá-lo em terras inimigas e sem julgamento. Enxergam a semelhança?

além da escuridão - star trek

Embora o filme seja independente de conhecimentos prévios, ele faz várias referencias ao capítulo mais elogiado da série: A Ira de Khan. É curiosa a troca de papéis que ocorre entre certos personagens, que vai emocionar alguns fãs mais aficionados da série.

Muito da independência da série de conteúdos prévios se dá pelo fato de J.J. Abrams ter criado um universo paralelo no primeiro filme, o que é uma maneira elegante de lidar com o universo pré-existente da franquia(e realizar uma produção acessível para novos fãs sem incomodar os mais antigos).

J.J. Abrams usa bastante os seus habituais lens flares [aquelas luzes brilhando em várias cenas], o que não é exatamente um problema, já que isso cria uma certa estética para o futuro. Na verdade, o que me incomodou foi o que chamarei de síndrome de Tom Hooper (Os Miseráveis e O Discurso do Rei), Abrams usa uma quantidade abusiva de planos holandeses (aquele plano virado que dá torcicolo) e sem propósito algum. A fotografia do filme também é bastante colorida, ajudando a criar o ambiente futurista.

A obra se foca bastante na relação entre os personagens, principalmente o trio Spock/Kirk/McCoy, que podem ser interpretados respectivamente como superego/ego/id. Um filme com muita ação com tanto foco nos personagens e em suas relações é algo realmente raro de se ver hoje em dia, e Além da Escuridão é muito bem sucedido nessa tarefa. As atuações do trio são ótimas, mas o principal destaque é mesmo Benedict Cumberbatch e seu vilão cruel e impiedoso. Mesmo contando com um vilão realmente mal, o roteiro é bastante divertido, com várias piadas, o que torna o filme leve.

Eu confesso que temi quando soube que o J.J. Abrams foi confirmado no comando de Star Wars: Episódio VII, temi que ele fosse fazer com que o novo Star Trek se tornasse parecido com o universo de Star Wars (mais aventura, menos reflexão e menos desenvolvimento dos personagens), mas a única coisa que ele usou da saga de Luke Skywalker foram os efeitos especiais fascinantes, feitos pela ILM, a empresa de efeitos especiais criada por George Lucas.

Além da Escuridão – Star Trek é excelente e faz justiça à sua origem. Espero que a franquia tenha continuações e que continuem mantendo a qualidade dos últimos dois filmes. Espero poder revisitar esses personagens em novas aventuras em breve.

b30bd1230396356cbcfbb478496bc182

Título original: Star Trek Into Darkness
Direção: J.J. Abrams
Produção: J. J. Abrams, Bryan Burk, Damon Lindelof, Roberto Orci, Alex Kurtzman
Roteiro: Roberto Orci, Alex Kurtzman, Damon Lindelof
Elenco: Chris Pine, Zachary Quinto, Karl Urban, Benedict Cumberbatch, Simon Pegg
Lançamento: 2013
Nota:[cinco]

Comentários