Blade | Cinema de Buteco
Críticas de filmes

Blade

Wesley Snipes é um bom ator? Tirando o porte fisico e cara de malvado, ele realmente consegue ter caixa para sustentar um filme? Quando a adaptação de Blade começou a ser produzida, os produtores consideraram Snipes a melhor opção para o papel (e de fato, não tem ninguém melhor mesmo) e resolveram a falta de talento do ator com o óculos escuro. Pronto! Solucionaram o problema do ator principal medíocre e deram inicio para uma rentável franquia baseada nas histórias do caçador de vampiros da editora Marvel.

A primeira parte da trilogia (até onde sei não existem planos para uma quarta parte) foi lançada nos cinemas em 1998. Dirigido por Stephen Norrington (o cara que está por trás da nova adaptação do filme O Corvo) e escrito por David S. Goyer (Batman – O Cavaleiro das Trevas), Blade – O Caçador de Vampiros é meio brega. Ao assistir o filme fiquei com um desconfortável, como se estivesse fazendo alguma coisa errada. Imaginei o que diria para a minha namorada se ela me flagrasse assistindo um negão de dois metros de altura dando porrada num monte de sugador de sangue escroto. Vergonha, sabe? Sou velho demais para parar e ficar assistindo lutas entre o bem e o mal. Gosto daqueles que resolvem na bala, bem rápido.

Outro motivo que ataca contra a adaptação seria a experiência de retirar o som e conferir as coreografias marciais do longa. Percebe-se claramente que Snipes mal toca em algumas de suas vítimas. Mas é óbvio que se você procura uma boa diversão tratando de filmes de vampiros malvados, Blade é uma excelente opção. Afinal, não é a toa que aparece na lista de 10 filmes mais lucrativos quando o tema é vampiros.

Duas dentadas.

Ficha Técnica:
Blade – O Caçador de Vampiros
(Blade, 1998)
Dirigido:
Stephen Norrington
Roteiro: David S. Goyer
Genêro:
Aventura
Elenco:
Wesley Snipers, Stephen Dorff

Tullio Dias

Dizem que sou legal, mas eles estão mentindo só para me agradar. Gosto de Molejo, acho Era Uma Vez no Oeste uma obra-prima, prefiro baixo de quatro cordas do que os de cinco, tenho um MBA de MKT Digital e um curso de Publicidade, não tenho filhos, não tenho um coração, mas me derreto por caipirinhas.