Crítica: Os Caçadores da Arca Perdida
Aventura Críticas de filmes Críticas de filmes de ação

Os Caçadores da Arca Perdida

MV5BMTkwNTAzNjQ4MV5BMl5BanBnXkFtZTcwNzM4MzczMw@@._V1_SX640_SY720_-600x403 Os Caçadores da Arca Perdida

INDIANA JONES É UM HEROI BASTANTE HUMANO, embora seja de um universo fantasioso. Logo nas primeiras cenas do longa-metragem, nós já o vemos em uma pequena aventura, em que ele escapa de tarântulas, de armadilhas de um templo, corre de uma pedra gigante e depois é atacado por índios. Mesmo assim, Indy é vulnerável, tem medo de cobras e sangra quando é atingido. Isso é ótimo, pois o personagem é capaz de errar e se machucar.

O filme é uma aventura divertidíssima que contrasta diversas cenas de ação  com várias gags de humor, como aquela em que o nazista Arnold Toht (interpretado pelo Ronald Lacey) pega um bastão e isso cria um certo suspense (o que diabos ele vai fazer com isso?) e o bastão na verdade é um cabide para sua jaqueta.

MV5BMTkwNTAzNjQ4MV5BMl5BanBnXkFtZTcwNzM4MzczMw@@._V1_SX640_SY720_-600x403 Os Caçadores da Arca Perdida

Harrison Ford consegue criar um personagem bastante interessante. Embora não tenha muita profundidade (desnecessária ao filme), Ford tem um incrível carisma e dá ao personagem o que ele precisa para o andar do filme.

Os vilões merecem uma atenção especial. Temos o já mencionado Toht, um nazista cretino daqueles que adoramos odiar. Tem o Beloch, um arqueólogo francês que, assim como a França na segunda guerra, meio que tenta jogar dos dois lados e se une aos nazistas para seu objetivo, que é a arqueologia.

MV5BMTkwNTAzNjQ4MV5BMl5BanBnXkFtZTcwNzM4MzczMw@@._V1_SX640_SY720_-600x403 Os Caçadores da Arca Perdida

Os efeitos especiais do filme são uma arte à parte, sendo feitos em estúdio, ao contrário dos efeitos digitais tão comuns hoje em dia. É muito bom que o Spielberg não tenha feito como o seu amigo George Lucas que adaptou os efeitos de Star Wars para os “tempos atuais” o que seria negar a natureza do filme e da época em qual foi feito. A cena das cobras foi feita com cobras de verdade (e aquela cena com uma naja foi filmada com uma naja entre um painel de vidro e o ator. A bola gigante do início é realmente uma bola gigante, e a cena em que o Indiana Jones é arrastado por um carro foi filmada dessa forma, com alguns dublês, obviamente, mas o próprio Harrison Ford foi arrastado pelo carro em um certo momento.

Um dos grandes filmes da carreira do Spielberg e um dos grandes filmes de aventura de todos os tempos. O longa, mesmo sendo um grande blockbuster não deixa de ter traços pessoais do diretor que é judeu, então não pensem que os nazistas são vilões por acaso. Um grande começo para uma grande franquia (tirando aquele quarto filme que é bem ruim).

Título original: Indiana Jones and the Raiders of the Lost Ark
Direção: Steven Spielberg
Produção: Frank Marshall
Roteiro: Lawrence Kasdan
Elenco: Harrison Ford, Karen Allen, Paul Freeman, Ronald Lacey
Lançamento: 1981
Nota:[cinco]

João Golin

O mais novo da equipe do Cinema de Buteco, ele é o único que realmente tentou estudar cinema seriamente. No processo, aprendeu a beber, se apaixonou mais uma vez por Taxi Driver, e sonha com o dia em que ganhará uma faixa escrita: "nós amamos o Gollum".